sicnot

Perfil

Desporto

Sporting vai recorrer do caso dos "vouchers" para o Tribunal Arbitral do Desporto

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, disse hoje que o clube vai recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto do arquivamento do caso dos 'vouchers' alegadamente oferecidos pelo Benfica a árbitros de futebol.

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting.

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting.

Andr\303\251 Kosters

"Quanto aos 'vouchers', o Sporting vai recorrer como é lógico. Vai recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto. Não podemos escamotear as coisas ou confundi-las", disse Bruno de Carvalho, que disse que o caso de Paulo Pereira Cristóvão nada tem a ver com o das ofertas aos árbitros.

Durante o 23.º aniversário do Núcleo de Alcobaça, o presidente 'leonino' voltou a afirmar que os jantares incluídos nos 'vouchers' não se encaixam em nenhuma das lembranças permitidas pelos regulamentos.

Na véspera das eleições da Federação Portuguesa de Futebol, Bruno de Carvalho disse dar nota 10 ao programa da recandidatura de Fernando Gomes à liderança do organismo, que integra várias propostas feitas pela direção do Sporting nos últimos três anos, como as tecnologias na arbitragem, uma maior transparência nos relatórios dos árbitros ou uma maior rapidez da justiça desportiva.

Contudo, Bruno de Carvalho criticou a permanência à frente do Conselho de Justiça de Manuel dos Santos Serra, "o homem que inventou o dolo sem intenção e que a dois dias das eleições deu um castigo ao Slimani".

"Então eu mudo as coisas no papel, todas bonitas, e depois quem as vai implementar são os mesmos. Porque é que não se percebe de uma vez por todas que o futebol português tem de mudar? E que se tem de alterar as pessoas que estão no futebol português?", disse.

O presidente do Sporting disse ainda estranhar que à pressa se deu um castigo "ridículo" a Slimani, depois de ter sido absolvido pelo Conselho de Disciplina, e se arquivou o processo dos 'vouchers'.

Bruno de Carvalho falou ainda das modalidades, considerando que o Sporting tem sido prejudicado em várias delas, deixando a possibilidade de 'fechar' algumas secções.

"Acabou Sporting submisso, exige respeito em todas as modalidades. Vamos fazer ouvir a nossa voz. O Sporting deu um murro na mesa e disse chega. O desporto será diferente se o Sporting abandonar modalidades. Só queremos competir de forma honesta. Se isso acontecer vamos ser campeões em todas. Precisam mais as federações do Sporting do que o Sporting das federações", referiu.

Lusa

  • Hoje joga Portugal (mas antes há um Uruguai-Rússia em direto na SIC)

    Mundial 2018 / O Mundial

    Começa a última jornada da fase de grupos do Mundial, com quatro jogos por dia. Às 15:00, numa partida transmitida em direto na SIC, a anfitriã Rússia e o Uruguai resolvem qual poderá ser o adversário de Portugal nos oitavos de final. Isto, dependendo claro da prestação da seleção nacional frente ao Irão, ao fim da tarde, uma vez que a qualificação não está garantida (e pode até depender do resultado do Espanha-Marrocos).

  • "É a primeira vez que vai ser testado o programa do Nuno Crato"
    0:57

    País

    Os alunos do 11º e 12º anos de escolaridade fazem hoje o exame de matemática, uma das provas mais importantes no acesso à universidade e para a conclusão do ensino obrigatório. No final do secundário, são quase 50 mil os alunos que hoje fazem a prova que acarreta algumas alterações instituídas ainda pelo ex-ministro Nuno Crato, como explicou à SIC Notícias o diretor do Liceu Camões, em Lisboa.

  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes