sicnot

Perfil

Desporto

Uruguai considera ofensiva a troca do hino do país pelo do Chile na Copa América

A Associação Uruguaia de Futebol (AUF) considerou hoje como "erro grotesco" e "uma ofensa" a troca do hino do país pelo do Chile antes da partida da seleção celeste contra o México, na Copa América de futebol, nos Estados Unidos.

© Andres Stapff / Reuters

"Consideramos uma ofensa à AUF, aos nossos futebolistas e aos uruguaios, pois trata-se de um momento muito especial que antecede qualquer partida", afirmou o presidente do organismo que superintende a modalidade naquele país, Wilmar Valdez, dirigindo-se, em comunicado, à organização norte-americana da prova.

Segundo o dirigente, a organização da competição "tem conhecimento do hino nacional do Uruguai", porque na reunião técnica prévia havia sido ouvido o hino correto.

"Por esta razão, achamos que o que aconteceu não foi um simples descuido, mas uma ação muito reprovável", refere a nota da AUF.

Após o incidente, a organização da Copa América pediu desculpa pela confusão entre os hinos chileno e uruguaio, atribuindo-o a "erro humano".

No entanto, a AUF considerou que, apesar das desculpas, a ofensa "é irreversível" e afirma estar "expectante quanto às ações reparadoras" do comité organizador.

Lusa

  • Quase 200 queixas por dia sobre serviços de saúde em 2017
    1:46

    País

    Foram apresentadas, em 2017, quase 200 queixas por dia sobre o funcionamento dos serviços de saúde públicos e privados. As questões administrativas e os tempos de espera foram as principais razões das mais de 70 mil reclamações recebidas pela Entidade Reguladora da Saúde.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • O projeto pioneiro que apoia crianças com doenças incuráveis
    3:30

    País

    A única unidade de cuidados paliativos pediátricos do país situa-se em São Mamede de Infesta. Inaugurado há quase dois anos, pelo Kastelo, há passaram 68 crianças com doenças incuráveis. A instituição lançou agora uma campanha de donativos para construir um parque aquático.