sicnot

Perfil

Desporto

Ibrahimovic diz que ajudou mais a França do que François Hollande

O futebolista internacional sueco Zlatan Ibrahimovic disse hoje que ajudou mais a França do que o presidente François Hollande, pelo simples facto de ter pagado o máximo possível em impostos.

No Parque dos Príncipes, o Toulouse até inaugurou o marcador, aos 11 minutos, por Jacques Moubandje, mas, aos 54 minutos, o antigo jogador do Benfica David Luiz empatou a partida, tendo Ibrahimovic (na imagem) sentenciado o resultado a favor da equipa de Laurent Blanc.

No Parque dos Príncipes, o Toulouse até inaugurou o marcador, aos 11 minutos, por Jacques Moubandje, mas, aos 54 minutos, o antigo jogador do Benfica David Luiz empatou a partida, tendo Ibrahimovic (na imagem) sentenciado o resultado a favor da equipa de Laurent Blanc.

© Regis Duvignau / Reuters

"Ibra chegou e tomou o poder em França", disse ao jornal Le Monde o jogador, que ao serviço do Paris-Saint Germain venceu quatro campeonatos, três taças da Liga e duas taças de França, em quatro épocas no clube.

O antigo avançado do Ajax, Juventus, Inter Milão, Barcelona e AC Milan, explicou que ganhou mais de 20 milhões de euros na primeira metade de 2015, valor sobre o qual pagou 75 por cento de impostos.

"Ajudei mais este país do que ele [Hollande], e isto porque continuei a pagar [os impostos no escalão máximo]", explicou o jogador, dizendo que poderia continuar a 'ajudar' Hollande, mas que não tem a certeza de o querer.

As novas sondagens em França mostram uma queda na popularidade de François Hollande, face às reformas laborais e que o levam a ter atualmente apenas o apoio de 14 por cento dos eleitores.

Ibrahimovic escusou-se a falar da sua ideologia política, dizendo não ser um assunto que domine: "sou um homem do povo, nem de esquerda, nem de direita".

O jogador, de 34 anos, terminou contrato com o Paris Saint-Germain, no qual não quis continuar, e ainda não se sabe qual o seu futuro clube, embora a imprensa avance que poderá estar a caminho do Manchester United, num reencontro com José Mourinho.

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50