sicnot

Perfil

Desporto

Liga admite que é inevitável alargar campeonato para integrar Gil Vicente

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) admitiu hoje que é inevitável alargar a I Liga para reintegrar o Gil Vicente, na sequência da decisão do Tribunal Administrativo de Lisboa sobre o 'Caso Mateus'.

"Dando o devido cumprimento à sentença do tribunal, o alargamento das competições é inevitável", refere a LPFP, em comunicado, após reunião extraordinária da direção do organismo.

A LPFP assegurou ainda não irá recorrer, acatando a decisão judicial, tal como anunciou na segunda-feira a Federação Portuguesa de Futebol (FPF), acrescentando ter decidido "levar o tema ao escrutínio soberano da Assembleia Geral de clubes, com caráter de urgência, a fim de se deliberar sobre o modelo competitivo a adotar em 2016/17".

Em agosto de 2006, o Gil Vicente, depois de ter assegurado a permanência, foi despromovido administrativamente à Liga de Honra, atual II Liga, devido à utilização do internacional angolano Mateus, quando o futebolista estava impedido por ter atuado com estatuto de amador, na época imediatamente anterior, ao serviço do Lixa.

Na nota, hoje publicada, a LPFP deixa, no entanto, claro que mantém uma estratégia que passa "inevitavelmente, por um emagrecimento das competições", situação que defende com o objetivo de "torná-las mais competitivas, atrativas e sustentáveis".

Neste sentido o organismo que gere futebol profissional em Portugal diz que, não obstante a "ligeira alteração de rumo" a que se vê obrigado, não abdicará e retomará "já na próxima época desportiva de 2017/18" a mesma estratégia, de redução.

"[Esta Direção] não hesitará em manter a continuidade do projeto delineado no início desta época desportiva para o quadriénio e aprovado em Assembleia Geral pelos clubes, deixando claro que, por unanimidade, se revê no princípio da valorização do mérito desportivo", explica em comunicado.

Na mesma informação, o organismo diz também que pretende vir a tomar "as medidas necessárias a obstar que, no futuro, ocorram situações análogas".

Para quarta-feira a LPFP tem agendada uma Assembleia Geral extraordinária da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), mas na qual estavam já previstos outros pontos de ordem.

A reunião magna, agendada para as 14:00, na sede da LPFP, no Porto, servirá para a apreciação, discussão e votação de propostas de alteração ao regulamento de arbitragem e ao regulamento disciplinar das competições organizadas pelo organismo

  • GNR só teve acesso às imagens das agressões em Alcochete 12 horas depois
    1:42

    Crise no Sporting

    A GNR não pôde visionar as imagens de videovigilância da Academia de Alcochete logo que chegou ao local. O sistema estava inoperacional, o que fez com que as imagens só fossem entregues quase 12 horas depois do ataque à equipa do Sporting. Entre as provas recolhidas, estão também impressões digitais e vestígios de sangue encontrados na zona do balneário.

  • Juiz considera que agressões em Alcochete foram "ato terrorista"
    1:59

    Crise no Sporting

    O juiz que decretou a prisão preventiva dos 23 detidos pelo ataque à Academia do Sporting considera que se tratou de um ato terrorista. Diz mesmo que os agressores tiveram um comportamento chocante e que perverte o espírito desportivo. Sete dos 23 detidos já foram condenados por outros crimes, mas não chegaram a pena de prisão.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36
  • Aprovadas mudanças no acesso ao ensino superior

    País

    O Governo aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário, bem como os princípios orientadores da avaliação, voltando a nota de Educação Física a contar para a média de acesso ao ensino superior. No caso dos alunos do ensino profissional, são eliminados requisitos considerados discriminatórios no acesso ao ensino superior.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC