sicnot

Perfil

Desporto

Liga admite que é inevitável alargar campeonato para integrar Gil Vicente

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) admitiu hoje que é inevitável alargar a I Liga para reintegrar o Gil Vicente, na sequência da decisão do Tribunal Administrativo de Lisboa sobre o 'Caso Mateus'.

"Dando o devido cumprimento à sentença do tribunal, o alargamento das competições é inevitável", refere a LPFP, em comunicado, após reunião extraordinária da direção do organismo.

A LPFP assegurou ainda não irá recorrer, acatando a decisão judicial, tal como anunciou na segunda-feira a Federação Portuguesa de Futebol (FPF), acrescentando ter decidido "levar o tema ao escrutínio soberano da Assembleia Geral de clubes, com caráter de urgência, a fim de se deliberar sobre o modelo competitivo a adotar em 2016/17".

Em agosto de 2006, o Gil Vicente, depois de ter assegurado a permanência, foi despromovido administrativamente à Liga de Honra, atual II Liga, devido à utilização do internacional angolano Mateus, quando o futebolista estava impedido por ter atuado com estatuto de amador, na época imediatamente anterior, ao serviço do Lixa.

Na nota, hoje publicada, a LPFP deixa, no entanto, claro que mantém uma estratégia que passa "inevitavelmente, por um emagrecimento das competições", situação que defende com o objetivo de "torná-las mais competitivas, atrativas e sustentáveis".

Neste sentido o organismo que gere futebol profissional em Portugal diz que, não obstante a "ligeira alteração de rumo" a que se vê obrigado, não abdicará e retomará "já na próxima época desportiva de 2017/18" a mesma estratégia, de redução.

"[Esta Direção] não hesitará em manter a continuidade do projeto delineado no início desta época desportiva para o quadriénio e aprovado em Assembleia Geral pelos clubes, deixando claro que, por unanimidade, se revê no princípio da valorização do mérito desportivo", explica em comunicado.

Na mesma informação, o organismo diz também que pretende vir a tomar "as medidas necessárias a obstar que, no futuro, ocorram situações análogas".

Para quarta-feira a LPFP tem agendada uma Assembleia Geral extraordinária da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), mas na qual estavam já previstos outros pontos de ordem.

A reunião magna, agendada para as 14:00, na sede da LPFP, no Porto, servirá para a apreciação, discussão e votação de propostas de alteração ao regulamento de arbitragem e ao regulamento disciplinar das competições organizadas pelo organismo

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19