sicnot

Perfil

Desporto

Stephen Curry não vai aos Jogos Olímpicos

O basquetebolista norte-americano Stephen Curry anunciou hoje que não vai disputar os Jogos Olímpicos do Rio2016 com a sua seleção, preferindo concentrar-se na recuperação total da sua lesão.

© USA Today Sports / Reuters

Curry, que no passado fim de semana tinha afirmado que iria aguardar pelo final dos play-offs da Liga Norte-americana de Basquetebol (NBA) para tomar uma decisão, afirmou que decidiu retirar-se da lista provisória para os Jogos após consultar a sua família, conselheiros e dirigentes da sua equipa na NBA, os Golden State Warriors.

"Depois de muito ponderar e de várias conversas com a minha família, com os Warriors e com os meus representantes, decidi retirar o meu nome da lista de jogadores elegíveis para a equipa dos Estados Unidos para os Jogos de 2016 no Brasil", revela o jogador de 28 anos, em comunicado.

Eleito o Jogador Mais Valioso (MVP) da temporada e ainda na corrida para o título na NBA - os Golden State Warrios vencem os Cleveland Cavaliers por 2-0 na final da prova -, Curry pode ter hipotecado a sua oportunidade de jogar nuns Jogos Olímpicos, competição que nunca disputou.

À entrada para os play-offs, uma lesão no joelho durante a primeira eliminatória, que disputou frente aos Houston Rockets, fez Curry perder quatro jogos.

"As minhas anteriores experiências com a equipa dos Estados Unidos foram incrivelmente inesquecíveis, educativas e deram grande prazer, o que faz com que seja extremamente difícil tomar esta decisão. No entanto, devido a diversos fatores, inclusivé recentes lesões nos tornozelos e joelhos, acho que esta é a melhor decisão para mim nesta fase da minha carreira", acrescenta.

Embora diversos atletas de diferentes modalidades tenham mencionado o virus Zika como a principal razão para não irem aos Jogos, Curry não fez qualquer menção à doença na sua declaração.

Os Estados Unidos vão anunciar a equipa que vai participar nos Jogos do Rio de 2016 durante este mês de junho, antes de se concentrar em estágio em julho, em Las Vegas.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.