sicnot

Perfil

Desporto

Árbitros internacionais portugueses mantém-se nos mesmos quadros da UEFA

Os nove árbitros internacionais portugueses vão manter-se nos mesmos quadros da UEFA até dezembro, confirmou hoje à Lusa fonte do Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), reconhecendo que a despromoção retira as insígnias.

© Denis Balibouse / Reuters

Em causa está a manutenção do estatuto de internacional de Sérgio Piscarreta, da associação do Algarve, 20.º entre os 21 avaliados, cuja eventual despromoção vai ditar a saída do lote de internacionais.

"O Conselho de Arbitragem da FPF cumprirá escrupulosamente os regulamentos, como faz em todas as situações, sendo certo que um árbitro que desce de categoria não renova as insígnias da FIFA", disse à Lusa fonte desta estrutura.

A mesma fonte confirmou a manutenção dos nove 'juízes' lusos para primeira metade da época 2016/17, na sequência de uma reunião do Comité de Arbitragem da UEFA, na passada quarta-feira.

Sem nenhum árbitro no grupo de elite, Portugal detém dois representantes no primeiro grupo, casos de Artur Soares Dias e Jorge Sousa, outros tantos no segundo, com Hugo Miguel e Carlos Xistra, enquanto Fábio Veríssimo, Sérgio Piscarreta, Tiago Martins, João Capela e João Pinheiro permanecem no terceiro.

Desta reunião do organismo que rege a arbitragem do futebol europeu resultaram apenas duas mudanças, a descida do grupo de elite para o primeiro do croata Ivan Bedek, que arbitrou o polémico Sporting de Braga-Fenerbahçe (4-1) para os oitavos de final da Liga Europa, e a despromoção ao segundo do norte-irlandês Arnold Hunter, que esteve no Olympiacos-Anderlecht (1-2) nos 16 avos da mesma competição.

"Normalmente, nesta fase da temporada desportiva não se registam alterações importantes nos quadros dos árbitros internacionais, estando as grandes alterações previstas para o mês de dezembro, como acontece por hábito", frisou a fonte do CA da FPF.

Lusa

  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.