sicnot

Perfil

Desporto

Tiago Monteiro pontua nas duas corridas do Mundial de Carros de Turismo

O piloto português Tiago Monteiro, ao volante de um Honda Civic, terminou hoje nos sexto e quinto lugares as duas corridas da sexta prova do Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC), que se realizaram em Moscovo.

No domingo, no final daquela que seria a sua terceira vitória da temporada, no Circuito de Buriram, o português acabou excluído da classificação oficial da segunda corrida. (Arquivo)

No domingo, no final daquela que seria a sua terceira vitória da temporada, no Circuito de Buriram, o português acabou excluído da classificação oficial da segunda corrida. (Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Monteiro, que se isolou no terceiro lugar do campeonato, concluiu no sexto posto a primeira corrida, para a qual partiu da 'pole position', a 28,803 do vencedor, o italiano Gabriele Tarquini (LADA Vesta), que completou as 15 voltas da prova em 29.39,384 minutos.

Na segunda corrida, composta por 17 voltas ao circuito moscovita, Nicky Catsburg (LADA Vesta), que na primeira corrida tinha sido segundo classificado, conquistou a primeira vitória da carreira no WTCC, enquanto Monteiro foi quinto posicionado, a 25,497 segundos do holandês.

O piloto português isolou-se no terceiro lugar do campeonato, deixando a companhia do francês Yvan Muller, e reduziu para apenas seis pontos o atraso para o segundo colocado, o marroquino Mehdi Bennani, todos muito longe do líder e bicampeão em título, o argentino José María López.

A sétima das 12 etapas do Mundial de Carros de Turismo e a última em solo europeu realiza-se no circuito urbano de Vila Real, entre 24 e 26 de junho.

Lusa

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.