sicnot

Perfil

Desporto

Antigo futebolista Hakan Sukur julgado à revelia na Turquia

O antigo futebolista turco Hakan Sukur começou a ser julgado à revelia sob a acusação de insultos ao presidente do seu país, Recep Erdogan, nas redes sociais.

© Reuters Photographer / Reuter

O ex-avançado, internacional pela Turquia, é uma das milhares de pessoas, incluindo jornalistas, políticos e outras personalidades de várias áreas sociais que enfrentam controversos processos judiciais, todos acusados de insultar o chefe de Estado.

O advogado de Sukur, que pertenceu à seleção que conseguiu um terceiro lugar no Mundial de 2002, disse que o seu cliente emigrou para os Estados Unidos, de onde pode "prestar depoimento" se a defesa apresentada for considerada insuficiente.

Segundo a imprensa, Sukur terá acusado Erdogan de roubo, na rede social Twitter, em fevereiro de 2015, embora sem referir diretamente o seu nome, pelo que a procuradoria turca pede ao tribunal uma pensa de quatro anos de cadeia.

Sukur, que jogou entre 1987 e 2007, foi o melhor goleador da seleção da Turquia, com 51 golos marcados em 112 internacionalizações.

Em 2011 foi eleito deputado pelo Partido da Justiça e Desenvolvimento, liderado por Erdogan, mas resignou ao cargo dois anos depois, após uma vasta investigação a situações de corrupção que envolviam o atual presidente e o seu círculo mais próximo.

O presidente turco tem revelado pouca tolerância face às críticas nas redes sociais, na imprensa e nas ruas.

Lusa

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Homem suspeito de matar a mulher em Esmoriz

    País

    Um homem é suspeito de ter esfaqueado este sábado mortalmente a mulher em Esmoriz, concelho de Ovar, num contexto de violência doméstica, disse à agência Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.