sicnot

Perfil

Desporto

Presidente do Sporting diz que caso Doyen não vai ter influência na próxima época

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, afirmou hoje que o caso Doyen não vai influenciar "em nada" a preparação da próxima época e diz ter confiança de que a justiça dê razão ao clube no recurso que interpôs.

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting.

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting.

Andr\303\251 Kosters

"A influência que o caso Doyen tem no dia-a-dia do Sporting ser absolutamente nenhuma" disse Bruno de Carvalho, acrescentando que "existe um recurso a decorrer" e mostrando confiança que a decisão seja favorável ao clube.

O Sporting foi condenado a pagar 12 milhões de euros ao fundo de investimento Doyen, por ter denunciado unilateralmente os contratos relativos à propriedade dos direitos económicos dos futebolistas Zacaria Labyad e Marcos Rojo, que foi vendido ao Manchester United por 20 milhões.

"Esses contratos têm de cumprir a lei. Infelizmente a lei desportiva e a lei chamada comum não funcionam e isso, a mim, enquanto dirigente desportivo, faz-me confusão porque eu fui preparado e educado para viver em sociedade e de repente entrei num segundo mundo que é o mundo do desporto, um mundo muito próprio", disse Bruno de Carvalho.

O dirigente acrescentou que, "numa lei comum, o caso Doyen estava resolvido mesmo antes de começar" e que "bastava um juiz ler o contrato para perceber o que ali está contraria claramente a lei". "Mas a lei desportiva tem razões que a própria razão desconhece", completou.

Bruno de Carvalho negou ainda que o clube na época passada tenha apostado apenas no campeonato nacional, identificando erros de terceiros que contribuíram para a equipa não ir mais longe noutras competições, nomeadamente na Liga dos Campeões e na Liga Europa.

"Não vi o Sporting desistir de nada. Vi um golo marcado com a mão numa modalidade que não era o andebol", exemplificou, explicando que o clube "tinha um objetivo claro para esta temporada, que era a aproximação aos rivais, e isso foi conseguido".

"Por muito que eu, enquanto sportinguista, queira ganhar tudo, enquanto líder de uma organização, tenho de ser inteligente e ter o pragmatismo de pegar na minha emoção e ver com racionalidade de onde vim e onde quero chegar. O caminho que fizemos este ano foi absolutamente determinante para, agora sim, podermos dar outros passos", completou.

As declarações do líder leonino foram feitas em resposta a um aluno da Escola Superior de Desporto de Rio Maior, onde o dirigente participou esta manhã numa mesa redonda subordinada ao tema 'Como ter uma carreira de sucesso no desporto'.

Na mesa redonda, estiveram ainda o treinador de canoagem Hélio Lucas, a fisiologista e especialista em gestão de peso Teresa Branco, o ex-presidente da Câmara Municipal de Rio Maior e atual presidente do Núcleo Sportinguista de Rio Maior, Silvino Sequeira, e o jornalista da TVI Fernando Correia.

Lusa

  • Tudo isto circula na internet. Nada disto é verdade
    3:12
  • Peso dos salários na economia diminuiu
    2:34

    Economia

    Portugal é dos países onde o peso dos salários na economia mais diminuiu. Ou seja, os salários portugueses foram dos mais encolheram com a crise. A conclusão é da Organização Internacional do Trabalho que sublinha as implicações negativas ao nível social e económico.

  • Inaugurado Ikea de Loulé
    3:51

    Economia

    Centenas de pessoas aguardavam à porta do Ikea de Loulé para a inauguração da nova loja no Algarve, uma semana depois do acidente que matou uma trabalhadora. A cerimónia decorreu de forma sóbria, ainda que com alguma pompa e circunstância.

  • Descoberta nova espécie de tiranossauro

    Mundo

    Uma nova espécie de dinossauros predadores, um tiranossauro com uma forma incomum de evolução, foi descoberta por uma equipa internacional de cientistas, segundo um artigo científico hoje publicado pela revista Nature.