sicnot

Perfil

Desporto

Tite é o substituto de Dunga na seleção brasileira

O treinador Adenor Leonardo Bacchi, conhecido por Tite, aceitou quarta-feira o convite para suceder a Carlos Dunga à frente da seleção brasileira de futebol, segundo o presidente do agora seu ex-clube, o Corinthians.

© Paulo Whitaker / Reuters

"Tite, a partir deste momento, já não trabalha mais para nós. Ele aceitou o convite de CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Já fez o seu último treino", anunciou o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, em conferência de imprensa.

O técnico havia recusado em duas ocasiões a oferta para dirigir a seleção brasileira, bem como para assumir a formação de sub-23, que disputará os Jogos Olímpicos Rio2016 como anfitriã, em busca de uma inédita medalha de ouro.

Para os Jogos Olímpicos, Tite recomendou mesmo à CBF a continuidade de Rogerio Micale, o técnico dos sub-20, que assumia os olímpicos na ausência de Dunga e foi confirmado quarta-feira pela CBF, face à negativa de Tite, de 55 anos.

No seu currículo, Tite conta quatro títulos brasileiros, um pelo Internacional de Porto Alegre (2009) e três pelo Corinthians (2011, 2013 e 2015).

A CBF, que ainda não confirmou oficialmente o sucessor de Carlos Dunga, limitando-se a dizer que entrou em contacto com Tite e não o conseguiu fazer com o Corinthians, deverá apresentar oficialmente o novo selecionador nos próximo dias.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28