sicnot

Perfil

Desporto

Nelson Évora quer ganhar outra medalha olímpica

O português Nelson Évora disse esta sexta-feira querer ganhar outra medalha olímpica no triplo salto, mas diz que parte sem pressão para os Jogos Rio2016, esperando chegar sem lesões à competição.

© Dylan Martinez / Reuters

"Estou confortável, estou bem, estou em boa forma, os resultados vão aparecer, sei bem o que tenho de fazer. Em 2008, também não fiz grandes resultados, o importante eram os Jogos, tal como este ano. O mais importante é estar longe das lesões e treinar o melhor possível, para me apresentar da melhor forma possível", afirmou.

À margem da apresentação dos equipamentos da missão portuguesa ao Rio2016, junto ao Navio Escola Sagres, em Lisboa, Nelson Évora, campeão olímpico em Pequim2008, diz partir sem pressão para o Rio de Janeiro.

"Eu não tenho nenhum tipo de pressão. O que mais anseio é representar da melhor forma as cores nacionais. (...) Eu já ganhei uma medalha olímpica, não tenho nada que provar. Quero ganhar outra, é a minha grande aspiração para esta época. Antes disso, quero desfrutar ao máximo nos Jogos. Sou dos mais velhos da comitiva, tentar passar testemunho para próxima geração e espero que corra tudo pelo melhor", afirmou.

Os Jogos Olímpicos Rio2016 decorrem de 5 a 21 de agosto.

  • Coreia do Norte foi "isolada à força"

    Mundo

    O empresário espanhol León Smit, que organiza visitas à Coreia do Norte, diz que o país foi "isolado à força", sendo "muito difícil" estabelecer relações comerciais com Pyongyang, sob o regime de Kim Jong-un.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite