sicnot

Perfil

Desporto

Seringas e produtos dopantes encontrados junto a treinador da campeã mundial dos 1.500 metros

A polícia de Barcelona recolheu hoje 60 seringas usadas, assim como EPO, anabolisantes e medicamentos ilegais em Espanha no hotel onde foi detido o treinador de atletismo somali Jama Aden.

Genzebe Dibaba

Genzebe Dibaba

© Dylan Martinez / Reuters

O treinador da etíope Genzebe Dibaba, atual campeã mundial dos 1.500 metros e recordista mundial da distância, foi detido hoje na cidade catalã de Sabadell, onde se encontravam cerca de 30 atletas dirigidos por Jama Aden.

Em declarações aos jornalistas, o conselheiro do Interior, Jordi Jané, explicou que as buscas feitas a seis quartos de um hotel em Sabadell, foram descobertas seringas e produtos dopantes, destinados à recuperação endovenosa.

A operação de hoje foi o culminar de uma investigação iniciada após denúncias feitas em 2015 pela Agência Espanhola da Proteção e da Saúde no Desporto e pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), contra uma suposta rede de tráfico de substâncias dopantes.

Além da suspensão, seis médicos da IAAF submeteram 27 atletas a testes antidoping.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".