sicnot

Perfil

Desporto

Tite diz que Brasil está em risco de falhar Mundial 2018

O novo selecionador brasileiro de futebol, Tite, assumiu hoje que o Brasil está em risco de falhar o Mundial2018, dizendo que neste momento a sua prioridade está na qualificação para o torneio da Rússia.

© Sergio Moraes / Reuters

"O foco e a prioridade estão na qualificação para o Mundial, porque neste momento não estamos na zona de apuramento. Temos de aceitar a realidade de que estamos numa zona de risco. Há risco sim [de ficarmos fora do Mundial]. Mas há toda a qualidade e trabalho e eu vou integrar-me para procurar a qualificação", assumiu.

Na conferência de imprensa de apresentação como sucessor de Dunga no comando o 'escrete', o antigo treinador do Corinthians referiu que o ideal teria sido pegar na equipa no início da qualificação.

"O ideal não o temos, mas sim coragem para assumir e trabalhar pela classificação", disse Tite.

Com seis jornadas disputadas, o Brasil ocupa o sexto lugar da fase sul-americana -- apenas os quatro primeiros qualificam diretamente -, com nove pontos, a quatro do Uruguai e do Equador, líderes.

A sua estreia oficial está marcada para 02 de setembro, em casa do Equador, seguindo-se quatro dias depois a receção à Colômbia, quinta posicionada.

Tite decidiu assumir apenas a liderança da seleção principal e não conduzir a equipa sub-23 nos Jogos Olímpicos Rio2016, onde o Brasil procura o seu primeiro título olímpico, tendo proposto a continuidade de Rogério Micale.

"Teria sido muito fácil aceitar e receber os elogios em caso de êxito nos Olímpicos ou, em caso de derrota, ter a desculpa de que tive pouco tempo. Por isso, prefiro que continue Micale, que já o estava a fazer bem", afirmou.

Lusa

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC