sicnot

Perfil

Desporto

António Costa deseja felicidades aos atletas lusos nos Jogos Olímpicos

O Primeiro-Ministro, António Costa, desejou hoje as maiores felicidades aos atletas que representarão Portugal nos Jogos Olímpicos Rio2016, reiterando a importância de que se lembrem dos portugueses sempre que competirem.

"Aos 85 atletas que vão representar Portugal nas 15 modalidades onde disputaremos a nossa vitória, as maiores felicidades nestes próximos Jogos Olímpicos. Lembrem-se sempre que cada vez que entrarem em campo, no mar, no estádio, é no fundo Portugal que estão a representar e, no fundo, os portugueses que aqui estão a torcer por vós", começou por dizer o primeiro ministro na cerimónia de partida do Navio-Escola Sagres rumo ao Brasil.

António Costa elogiou também o Navio-Escola Sagres, que levará a comitiva portuguesa até ao Rio de Janeiro, no Brasil, deixando uma mensagem de incentivo aos atletas.

"Este navio é um navio onde se aprende, uma escola de vida. Uma escola de trabalho em equipa mas também de superação individual. É preciso que esta ambição seja mantida e disputada. É esse o objetivo de qualquer participação nestes jogos", explicou.

O Primeiro-Ministro lembrou o poeta Fernando Pessoa, afirmando que "a coragem não é chegar, é partir", frisando também que o "desafio de poder participar é sempre mais importante do que vencer".

A terminar, António Costa desejou que o hino nacional seja ouvido no Brasil, garantido que acompanhará a participação portuguesa através da televisão.

"Alguns de vocês estou certo que terão a emoção que todos tivemos aqui ao ouvir cantar o nosso hino. Outros, como eu, esperamos ter essa emoção de ver pela televisão a nossa bandeira subir e o hino a poder ser entoado", concluiu.

Por outro lado, o presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino, realçou o momento de satisfação, sublinhando ainda a importância do Navio-Escola Sagres ser a única "casa" portuguesa nos Jogos Olímpicos Rio2016.

"Este é acima de tudo um momento de festa, de alegria e de satisfação para o Comité Olímpico de Portugal. A missão de se instalar no Rio de Janeiro é de funcionar como casa de Portugal, uma situação peculiar. É um navio escola cheio de história", disse.

Lusa

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Dijsselbloem não comenta hipótese de ser substituído por Mário Centeno
    2:41

    Mundo

    Jeroen Dijsselbloem diz que cabe ao Governo português avançar com o nome de Mário Centeno para a presidência do Eurogrupo, mas não comenta a sondagem que foi feita ao ministro das Finanças português. Ouvido esta quinta-feira no Parlamento Europeu, o Presidente do Eurogrupo esteve no centro das críticas e reafirmou que não se demite.