sicnot

Perfil

Desporto

Comité Olímpico anuncia maior controlo e investimento antidoping aos Jogos

O Comité Olímpico Internacional (COI) anunciou hoje um extenso programa de controlo antidoping antes do arranque dos Jogos Rio2016 e que dobrou o investimento no combate à fraude, criando um fundo extra de 8,8 milhões de euros.

Os militares descartam qualquer ameaça pendente, tendo como alvo os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro em agosto deste ano. (Arquivo)

Os militares descartam qualquer ameaça pendente, tendo como alvo os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro em agosto deste ano. (Arquivo)

© Eric Gaillard / Reuters

"É um programa baseado no trabalho de informação da Agência Mundial Antidopagem (AMA)", assinalou o COI, que destaca "os esforços levados a cabo pelas federações internacionais e as organizações nacionais antidoping".

O organismo presidido pelo alemão Thomas Bach organizou hoje, em Lausana, na Suíça, uma cimeira olímpica, em que deixou nas mãos das federações internacionais os critérios de elegibilidade para competir no Rio de Janeiro, em agosto, dos desportistas da Rússia e do Quénia, tendo em conta a declaração de incumprimento de ambos os países pela AMA.

"Quénia, Rússia e Espanha são não-cumpridores por diferentes razões, sendo que a declaração de incumprimento dos espanhóis é unicamente por razões administrativas e não afeta o sistema de controlo antidoping", revelou o COI, em comunicado.

Lusa

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Novo campo de refugiados construído em Mossul

    Mundo

    Um novo campo de refugiados foi construído em Mossul, no Iraque. Com cerca de 4 mil tendas, foi construído durante 45 dias para albergar os deslocados que se prevê que aumentem com a atual ofensiva militar na zona ocidental da cidade.