sicnot

Perfil

Desporto

Isinbayeva volta a ter esperança de estar nos Jogos Olímpicos

Yelena Isinbayeva, recordista do mundo do salto com vara, disse hoje manter esperança de poder estar nos Jogos Olímpicos Rio2016, depois do Comité Olímpico Internacional (COI) ter assumido a possibilidade de atletas russos competirem como neutros.

© Sergei Karpukhin / Reuters

"Hoje, devo admitir que ainda resta em mim esperança. Não está completamente morta", disse Isinbayeva, que, na segunda-feira, tinha assumido que não competiria no Rio de Janeiro sob a bandeira do COI.

O COI, reunido em 'cimeira olímpica', aceitou a suspensão do atletismo russo, mas admitiu que os atletas russos 'limpos' possam participar nos Jogos Olímpicos, sendo que cada caso deve ser avaliado individualmente e aprovado pela Associação Internacional das Federações de Atletismo.

"Ontem [segunda-feira] estava desesperada, mas hoje estou mais otimista", disse a dupla campeã olímpica (2004 e 2008), à margem dos Campeonatos da Rússia, nos quais conseguiu a melhor marca mundial do ano, com 4,90 metros.

Sergey Shubenkov, campeão do mundo dos 100 metros barreiras, disse que a decisão do COI foi "boa, por deixa uma possibilidade" de estar no Rio2016.

"Há muitas condições [para ser repescado], mas espero conseguir cumpri-las. Estou muito feliz que o bom senso e o compromisso se mantenham", disse.

Já Darya Klishina, especialista no salto em comprimento, disse estar "contente" com a decisão COI, não apenas por si, "mas também pelos outros atletas que poderão participar nos Jogos Olímpicos".

A Rússia, segunda potência mundial do atletismo, atrás dos Estados Unidos, foi suspensa em novembro de 2015 após um 'demolidor' relatório independente da AMA, no qual se denunciava um esquema de doping institucionalizado na Rússia.

Lusa

  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis - avaliação interna ao FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela 'troika' em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),

  • 64, 65 ou 73, afinal quantas são as vítimas de Pedrógão?
    1:27
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC