sicnot

Perfil

Desporto

Organização dos Jogos Olímpicos abate jaguar que participava em cerimónia

A cerca de um mês e meio do início dos Jogos Olímpicos, há uma nova polémica a envolver os jogos do Rio de Janeiro. Um jaguar foi abatido a tiro, durante uma cerimónia em Manaus, no estado do Amazonas.

O animal participava nos festejos da passagem da tocha olímpica pela cidade, quando terá saído de uma zona considerada de segurança, acabando por ser morto por um militar.

O felino de 9 anos estava acorrentado.

Contudo, os organizadores da cerimónia não quiseram arriscar.

A situação veio relançar o debate sobre a utilização de animais selvagens em atos militares, nesta região do Brasil.

A organização dos Jogos Olímpicos do Rio já veio fazer oficialmente um pedido de desculpas.

Os jogos realizam-se entre 5 e 21 de agosto.

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Admirável mundo novo
    16:17