sicnot

Perfil

Desporto

Stiliyan Petrov regressa ao futebol após recuperar de leucemia

O búlgaro Stiliyan Petrov vai fazer a pré-temporada com o Aston Villa, depois de ter abandonado o futebol em 2012, devido a uma leucemia, anunciou hoje o clube de Birmingham.

© Darren Staples / Reuters

O antigo capitão dos 'villains', de 36 anos, voltou a jogar no final de 2015, no Wychall Wanderers, uma equipa para maiores de 35 anos.

Petrov, internacional búlgaro em 105 ocasiões, foi convidado pelo novo treinador do Aston Villa, o italiano Roberto Di Matteo, para fazer a pré-temporada com a equipa, que desceu ao 'Championship', segundo escalão.

"O Aston Villa está feliz por confirmar que Stiliyan Petrov vai treinar com a primeira equipa durante a pré-temporada. O treinador confirmou que o antigo capitão viajará com o grupo para a Áustria", lê-se num comunicado do clube de Birmingham.

Petrov chegou ao Aston Villa em 2006, com o clube a pagar 6,5 milhões de libras (cerca de oito milhões de euros) aos escoceses do Celtic. Em eis temporadas pelos 'villains', disputou 219 encontros.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.