sicnot

Perfil

Desporto

Telma Monteiro diz que Grande Prémio de Budapeste é último teste ao joelho

A judoca olímpica portuguesa Telma Monteiro considera que no sábado, no Grande Prémio de Budapeste, terá o "último grande teste" ao joelho esquerdo, depois de ter sido operada em fevereiro e estar sem competir há oito meses.

2006 - A judoca portuguesa Telma Monteiro, líder do ranking mundial de -52 kg sagra-se campeã europeia de judo sub-23 (foto de 2008)

2006 - A judoca portuguesa Telma Monteiro, líder do ranking mundial de -52 kg sagra-se campeã europeia de judo sub-23 (foto de 2008)

Ricardo Moraes/AP

"Vou lutar no Grande Prémio de Budapeste, vai ser uma competição importante para testar o joelho e também para ganhar algum ritmo competitivo. A última vez que lutei foi há oito meses, é muito tempo", salientou a judoca na rede social Facebook.

Telma Monteiro revelou que a "recuperação está praticamente concluída, quase a 100%" e que a prova na capital húngara é um teste, depois de uma ausência prolongada, tendo em conta que competiu pela última vez em outubro do ano passado.

A judoca realizou uma autêntica 'travessia no deserto' face à lesão em fevereiro, num estágio em Paris, e que a fez cair para o décimo lugar do 'ranking', mas que não a impede de ser uma dos seis judocas qualificados para o Rio2106.

Em Budapeste, onde competirão também no sábado Mariana Esteves (-52 kg), André Soares (-66 kg) e no domingo o também olímpico Célio Dias (-90 kg), Telma começará por defrontar a húngara Ibolya Siroki, judoca que não estará no Rio2016.

A acompanhar a equipa portuguesa está o treinador e ex-judoca João Pina.

Lusa

  • Mário Centeno lidera hoje a primeira reunião do Eurogrupo
    1:56
  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

  • Quem são os arguidos da operação Fizz
    2:29

    País

    É já considerado o julgamento do ano da justiça portuguesa e o caso que está a abalar as relações entre Portugal e Angola. O processo da operação Fizz tem quatro arguidos, mas um deles, já é certo, não irá sentar-se esta segunda-feira no banco dos réus.

  • Que shutdown é este que paralisou os EUA?
    2:27
  • Casal que mantinha filhos acorrentados queria participar num reality show
    3:15
  • Quase 100 atletas testemunharam contra médico Larry Nassar
    1:38

    Desporto

    Quase 100 atletas e antigas ginastas da seleção dos Estados Unidos da América confrontaram esta semana, em tribunal, o médico Larry Nassar, acusado de assédio sexual. Em dezembro, o clínico foi condenado a 60 anos de prisão por um tribunal do Michigan, por posse de pornografia infantil.