sicnot

Perfil

Desporto

IAAF autoriza competição de russos no Rio 2016 a título individual e com condições

Os atletas russos que provem não estar ligados ao escândalo de doping no país podem vir a competir nos Jogos Olímpicos Rio 2016, mas a título individual, indicou hoje a Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF).

O presidente da IAAF, Sebastian Coe.

O presidente da IAAF, Sebastian Coe.

© Denis Balibouse / Reuters

O conselho da IAAF tinha decidido na última semana manter a suspensão à Rússia, no âmbito do processo de violações em controlos antidopagem, que incluíram o ignorar de casos positivos e a alteração de resultados de testes.

Hoje foi dado aos atletas livres de doping uma nova janela de oportunidade para estarem no Rio de Janeiro, mas só o poderão fazer a título individual, não competindo debaixo da bandeira da Rússia.

"Se existirem atletas que possam de forma clara e convincente demonstrar que não estão ligados ao sistema russo, porque estiveram fora do país e foram sujeitos a outros sistemas de controlo, podem pedir autorização para competir nas provas internacionais, mas não em nome da Rússia e sim individualmente", explicou em comunicado a IAAF.


Lusa

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.