sicnot

Perfil

Desporto

Polícias protestam e ameaçam fazer greve durante Jogos Olímpicos

Polícias civis do Rio de Janeiro realizaram hoje um protesto e ameaçam fazer greve durante os Jogos Rio 2016, que decorrem naquela cidade brasileira a partir de 05 de agosto.

© Paulo Whitaker / Reuters

Em causa, segundo os polícias, estão atrasos nos salários, falta de material de expediente, serviços de limpeza e escassez de combustível. Há referência ainda esquadras sem água, papel higiénico e tinta para impressão de boletins de ocorrência.

O presidente da Coligação de Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro, Fábio Neira, afirmou aos jornalistas tratar-se de uma questão de "subsistência" e descreveu uma situação de "colapso".

"Vamos, gradativamente, aumentando o movimento. Não queremos radicalizar, mas o governo está-nos levando a isso. A base está muito insatisfeita e sem perspetiva. Uma paralisação total não pode ser descartada", acrescentou, sobre a possibilidade de greve da categoria durante os Jogos Olímpicos.

Centenas de agentes manifestaram-se pelas ruas do centro da cidade com faixas e cartazes de protesto, segundo a Agência Brasil.

Um grupo de polícias também protestou no Aeroporto Tom Jobim, segurando uma faixa onde se podia ler, em inglês: "Bem-vindos ao inferno. Polícias e bombeiros não são pagos. Qualquer pessoa que vier para o Rio não estará segura."

A polícia civil informou, numa nota, que entende as reivindicações, consideradas justas e motivadas em razão das dificuldades da categoria.

O Estado do Rio de Janeiro decretou, a 17 de junho, "estado de calamidade pública", devido à grave crise financeira que atravessa.

Os Jogos Olímpicos decorrem de 05 a 21 de agosto e são esperados 10.500 atletas de 206 países para o evento.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.