sicnot

Perfil

Desporto

Helton deixa o FC Porto

O FC Porto anunciou hoje a rescisão de contrato com o guarda-redes Helton, depois de 11 anos a defender a cores e a baliza da equipa de futebol portista.

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

Num comunicado conjunto lê-se que "o guarda-redes Helton não integrará os trabalhos do plantel de 2016/17, decisão tomada de comum acordo entre a Administração da FC Porto, Futebol SAD e o jogador".

"Termina assim uma ligação enquanto jogador profissional de 11 épocas consecutivas em que o capitão representou o FC Porto ao mais alto nível, tendo sido sete vezes campeão nacional com a camisola dos dragões. Venceu ainda uma Liga Europa, quatro Taças de Portugal e seis Supertaças", acrescenta o comunicado.

Antes do anúncio, o plantel havia regressado ao trabalho durante a manhã e o destaque foi exatamente a ausência do guardião, que não esteve entre os 29 jogadores que se apresentaram no centro de estágios do Olival.

O brasileiro, de 38 anos, já havia dito que iria anunciar uma decisão sobre o seu futuro no dia 19 de junho, uma situação que não acabou por acontecer. Nessa altura, afirmou que tinha indicações para se apresentar dia 28.

O capitão, que tinha ainda contrato até junho de 2017, acabou por não comparecer no arranque dos trabalhos da nova época.

Nuno Espírito Santo contou, no entanto, com três reforços: Zé Manuel (ex-Boavista), Felipe (ex-Corinthias) e João Carlos Teixeira (ex-Liverpool).

Além destes, contabilizaram-se ainda vários regressos que, pelo menos, vão fazer parte do grupo durante a pré-temporada azul e branca, como Ricardo, Andrés Férnandéz, Juan Quintero, Ótavio, Josué, Rafa, Gonçalo, Hernâni e Ivo Rodrigues.

Chidozie e Aboubakar ainda não estiveram presentes, mas estão devidamente autorizados pelo clube, sendo que este último já deverá juntar-se ao resto do grupo durante a tarde de hoje.

Os jogadores que estiveram ou estão nas seleções e chegarão mais tarde são Herrera, Layún, Corona, Diego Reyes, Raul Gudiño, Maxi Pereira, Casillas e Danilo.

De fora da lista está também Maicon, jogador sobre o qual o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, afirmou que iria, com toda a certeza, regressar ao Dragão.

O defesa está cedido ao São Paulo e o contrato de empréstimo termina a 30 de junho, sendo que deverá juntar-se ao grupo nessa altura, apesar de o clube brasileiro estar a tentar contratar o jogador.


Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.