sicnot

Perfil

Desporto

João Sousa congratula-se por vitória em partida "muito exigente"

O tenista português João Sousa congratulou-se hoje pela sua qualificação para a segunda eliminatória de Wimbledon, ao derrotar o russo Dmitry Tursunov numa partida "muito exigente a nível físico e mental".

Arquivo Lusa

"Foi um encontro muito suado, muito exigente a nível físico e mental. Penso que a nível mental estive bem durante todo o encontro. Estive várias vezes em situação desfavorável e consegui dar a volta e estou muito contente por ter tido essa frieza de estar sempre a lutar pelo encontro", disse, em declarações divulgadas pela assessoria de imprensa do tenista.

João Sousa, 31.º pré-designado, qualificou-se hoje pela primeira vez para a segunda eliminatória de Wimbledon, ao vencer o russo Dmitry Tursunov na ronda inaugural do terceiro 'Grand Slam' de ténis de 2016.

Depois de ter perdido na primeira eliminatória do torneio inglês nos dois anos anteriores (2014 e 2015), Sousa conseguiu, à terceira tentativa, vencer um encontro na relva londrina, após uma 'maratona' de cinco 'sets', pelos parciais de 3-6, 7-6 (7-2), 4-6, 6-3 e 7-5, em três horas e 13 minutos.

O tenista natural de Guimarães perdeu o 'set' inicial, mas ganhou um importante 'balão de oxigénio' ao vencer o segundo no 'tie-break', e, apesar de cedido o terceiro parcial, impôs-se nos dois últimos, fechando o encontro ao quebrar o serviço de Tursunov.

Sousa, que há um mês estabeleceu a melhor classificação de sempre de um jogador português no 'ranking' mundial, ao ser 28.º classificado -- atualmente ocupa o 31.º lugar -, voltou a ultrapassar a primeira barreira de um 'major' neste ano, depois de já ter atingido a segunda eliminatória em Roland Garros (França).

"Mais uma vitória num 'Grand Slam' e sem dúvida especial por ter sido aqui em Wimbledon, um torneio tão emblemático", declarou.

Sousa, de 27 anos, que se tornou o primeiro tenista português com estatuto de cabeça de série em Wimbledon, vai defrontar na segunda ronda o norte-americano Dennis Novikov, 145.º da hierarquia, que se impôs ao australiano Luke Saville em quatro 'sets', por 4-6, 6-4, 7-5 e 6-4.

Lusa

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.