sicnot

Perfil

Desporto

Presidente da Argentina telefona a Messi

O Presidente da Argentina, Mauricio Macri, telefonou ao futebolista Lionel Messi a pedir-lhe para ficar na seleção nacional. Também Maradona pede ao jogador para reconsiderar a decisão.

"Messi, não vás, queremos-te". É o que pede um rapaz à espera da seleção argentina, em Buenos Aires, no regresso da Copa América.

"Messi, não vás, queremos-te". É o que pede um rapaz à espera da seleção argentina, em Buenos Aires, no regresso da Copa América.

© Marcos Brindicci / Reuters

"Ele telefonou-lhe e disse-lhe quão orgulhoso se sentia pelo desempenho da seleção nacional e pediu-lhe para não ligar às críticas", instando-o a não abandonar a formação albiceleste , disse um porta-voz de Macri à agência AFP, em declarações ao telefone.

O pedido de Macri junta-se ao do ex-futebolista internacional argentino Diego Maradona que fez o mesmo apelo a Messi.

"Messi tem que continuar na seleção. Ele tem de ficar porque vai chegar à Rússia em condições de se tornar campeão do mundo" em 2018, afirmou Maradona, em declarações citadas pelo portal do jornal argentino La Nacion.

Messi, de 29 anos, anunciou, no domingo, o seu adeus à formação albiceleste após perder uma nova final, desta feita, a da Copa América do Centenário diante do Chile em grandes penalidades.

A estrela argentina, que voltou este ano a ser eleito o melhor jogador do mundo, conquistando a Bola de Ouro pela quinta vez, explicou ter pensado na decisão no balneário, considerando que chegou mesmo a hora de por um ponto final na seleção.

"Pensei muito no balneário, creio que a seleção terminou para mim. Lutei muito, tentei, são quatro finais e não consegui ganhar. Fiz todos os possíveis. Dói-me mais do que a qualquer outro, mas é claro que isto não é para mim", referiu o jogador do FC Barcelona.

Com Lusa

  • O adeus de Messi à seleção argentina
    0:25

    Desporto

    Depois da derrota nas grandes penalidades frente ao Chile, na final da Copa América, Lionel Messi disse que não vai voltar a jogar pela seleção argentina. O jogador do Barcelona, que falhou o primeiro penalti dos argentinos, afirmou que deixará a seleção "para o bem de todos".

  • Messi, 55 golos e quatro finais perdidas
    1:52

    Desporto

    Apesar de nunca ter conseguido igular os êxitos no Barcelona, Messi é o melhor marcador do sempre da seleção argentina. Aos 29 anos de idade, e depois de 11 ao serviço da albiceleste, o avançado anunciou a renúncia à seleção da Argentina. Sai sem glória e sem títulos.

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.