sicnot

Perfil

Desporto

Federação de futebol aprova regulamentos e projeta receita de 43M€ para 2016/17

A assembleia-geral da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) aprovou hoje, por unanimidade, os regulamentos de disciplina e de arbitragem e o plano de atividades e orçamento para a temporada de 2016/17.

A FPF projeta uma receita no valor de 43,433 milhões de euros. Para o mesmo período, os despesas previstas atingem o montante de 43,210 milhões.

Nestas contas não entram as receitas previstas com a participação da seleção nacional no atual Europeu, a decorrer em França. Pela quarta temporada consecutiva a execução orçamental da FPF deu lucro.

"Foi uma assembleia-geral muito positiva, em que as deliberações foram aprovadas por unanimidade", disse José Luís Arnaut, presidente da asembleia-geral da FPF, que registou a participação de 63 dos 72 delegados que integram o organismo.

Neste contexto, os regulamentos de provas e de arbitragem passaram sem qualquer contestação, "num sinal de modernidade e de evolução do futebol português", adiantou Arnaut, o qual ainda referiu que foi aprovado um voto de louvor para a seleção nacional masculina de sub-17, que se sagrou campeã europeia em Baku.

Ainda no tocante a contas, o investimento na setor da formação, entre os escalões de sub-15 e sub-21, atinge o montante de 4,700 milhões de euros, mais 1,800 milhões do que em 2014/15.

Para as 23 seleções nacionais está previsto um investimento de 12,9 milhões de euros, mais quatro milhões do que em 2014/15.

Em termos de execução orçamental, a federação antevê ainda uma receita de 24 milhões de euros em contratos publicitários.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".