sicnot

Perfil

Desporto

Gastão Elias eliminado na primeira ronda de Wimbledon

O tenista português Gastão Elias foi hoje eliminado na primeira ronda do torneio de Wimbledon, em Londres, terceiro Grand Slam da temporada, ao perder frente ao moldavo Radu Albot por 3-1.

© Vincent Kessler / Reuters

Num encontro iniciado na terça-feira e marcado por duas interrupções devido à chuva, que adiou a partida para hoje, Gastão Elias, 92.º do ranking mundial, ainda começou bem, ao vencer o primeiro set por 6-3, mas perdeu os três seguintes por 6-2, 7-5 e 6-4, em 2:29 horas.

"Foi um encontro muito complicado como tinha previsto. Ele está muito confiante, vem de dois títulos consecutivos e de passar o qualifying e isso dava para sentir no jogo. Foi muito consistente do início ao final, praticamente sem cometer erros não forçados. Tive algumas dificuldades em encontrar o timing da resposta e nunca consegui colocar grande pressão no serviço dele, o que fez com que ele jogasse os jogos de resposta com alguma tranquilidade", explicou à agência Lusa o número dois nacional.

O jovem da Lourinhã, que caiu pela segunda vez na primeira ronda do único major em relva, lamentou não ter conseguido responder um pouco melhor.

"O resultado iria ser diferente, mas é preciso jogar com o que se tem no momento", reconheceu.

Com a eliminação de Gastão Elias, a participação portuguesa em Wimbledon resume-se a João Sousa, atual 31.º da hierarquia mundial, que se apurou na terça-feira para a segunda ronda, na qual vai defrontar o norte-americano Dennis Novikov, 145.º do mundo.

Lusa

  • Espanha e Portugal a um ponto dos oitavos

    Mundial 2018 / Irão

    A Espanha colocou-se esta quarta-feira a um ponto dos oitavos de final do Mundial 2018 e deixou Portugal em situação idêntica, ao vencer o Irão por 1-0, em jogo do grupo B, disputado em Kazan.

  • E vão quatro de Ronaldo
    1:58
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Lançamento de balões no São João do Porto em risco

    País

    Lançar balões nas festas do São João do Porto pode não ser possível este ano, tudo irá depender das condições atmosféricas. A Secretaria de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural admitiu, esta quarta-feira, que está a acompanhar a situação mas que ainda nada está decidido.