sicnot

Perfil

Desporto

Polícias em protesto dizem que quem for ao Rio 2016 "não está seguro"

Um grupo de cerca de 100 agentes policiais e bombeiros realizaram hoje um protesto no aeroporto internacional do Rio de Janeiro, Brasil, alertando para os riscos de segurança na cidade durante os Jogos Olímpicos.

© Paulo Whitaker / Reuters

Carregando cartazes escritos em inglês onde se lia as frases "Bem-vindo ao inferno!" ou "Quem vier para o Rio não estará seguro", os manifestantes que se juntaram no Aeroporto Internacional Tom Jobim protestavam contra atrasos no pagamento dos salários e a mudança na data do pagamento, exigindo melhores condições de trabalho.

Os manifestantes também carregavam bonecos vestidos com o uniforme da polícia para representar os 54 agentes policiais mortos no Rio de Janeiro só em 2016.

No ato que aconteceu no início da manhã, os policiais também gritavam frases de repúdio ao governador em exercício, Francisco Dornelles, e ao secretário de Segurança, José Mariano Beltrame.

Os policiais e bombeiros também disseram que pretendiam denunciar a estrutura precária de trabalho.

Desde novembro do ano passado que o Estado do Rio de Janeiro enfrenta uma grave crise económica que levou o Governo local a decretar um estado de calamidade financeira.

Um plano de emergência foi autorizado pelo Governo federal na semana passada para liberar 833 milhões de euros, dinheiro que deve ser usado para pagar os salários em atraso dos funcionários públicos e reformados.

O Rio de Janeiro será a primeira cidade sul-americana a receber uns Jogos Olímpicos, mas agora que as instalações desportivas e estádios estão prontos, a segurança pública tornou-se num grande problema.

Na sexta-feira, material televisivo dos canais de TV alemão ARD e ZDF foi roubado, tendo sido mais tarde recuperado.

Os eventos desportivos do Rio2016 contarão com 65.000 agentes policiais e 20.000 soldados (o dobro das forças usadas nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012), que serão mobilizados para a segurança. Parte deste contingente deve ser enviado às favelas da cidade.

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.