sicnot

Perfil

Desporto

Primeira fase da academia do Sporting de Braga pronta em março de 2017

Sporting de Braga e Câmara Municipal de Braga formalizaram hoje o protocolo de doação de terrenos para a cidade desportiva que está em construção e cuja primeira fase deverá estar concluída em março de 2017.

HUGO DELGADO

Depois de formalizada a doação dos terrenos e constituído um direito de superfície de longa duração sobre o edifício das inacabadas piscinas olímpicas (futuro pavilhão multiúsos do Sporting de Braga), os presidentes do clube e da autarquia, António Salvador e Ricardo Rio, respetivamente, visitaram as obras da futura academia do Sporting de Braga.

"Hoje é um dia histórico para o clube e para a cidade. Como viram, a obra está a andar num ritmo muito acelerado. A primeira fase vai ser inaugurada em fins de março de 2017 e no início da próxima época toda a formação já irá trabalhar lá. A outra zona, um ano mais tarde, em março de 2018", disse.

Segundo António Salvador, depois de tudo edificado, incluindo o pavilhão multiúsos que fará parte de uma segunda fase do projeto, "especialistas em avaliação dizem que o Sporting de Braga ficará com um património a rondar os 55/50 milhões de euros".

O dirigente ressalvou o facto de, "pela primeira vez em 95 anos de história, começar a desenhar-se um património de infraestruturas do Sporting de Braga, o que vai alavancar o clube para o futuro".

Frisou que o "projeto só foi possível concretizar-se porque o presidente da câmara e o seu executivo viram que o projeto apresentado era credível, com dimensão, aproveitando um espaço parado há anos e que vai mudar toda a zona envolvente ao parque norte".

O autarca destacou a "parceria muito feliz" entre clube e município e acolheu os elogios como um "reconhecimento por parte do Braga, depois de quase um centenário de vida sem poder constituir um património próprio, do momento em que o executivo municipal cria condições para que isso aconteça".

"Braga, e não apenas o clube, vai ter um projeto absolutamente extraordinário, um projeto desportivo e de regeneração urbana de uma zona que estava desaproveitada, como também do edifício das piscinas olímpicas inacabadas que muitos já consideravam como umas ruínas dos tempos modernos, e que vai servir não só o clube como toda a população, que vai ter aqui um espaço de fruição", disse.

Com a academia construída, o Sporting de Braga B deixará de jogar no Estádio 1º Maio, também ele municipal, e Ricardo Rio explicou que esse recinto e outros também eles camarários que serão abandonados pelos ?arsenalistas' vão ser disponibilizados em "condições preferenciais" às várias coletividades amadoras do concelho.

Lusa

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • Bastidores do sambódromo: um espétaculo à parte
    3:22
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.