sicnot

Perfil

Desporto

Maxi Pereira regressa "com muita garra" ao FC Porto

O jogador uruguaio regressou hoje ao FC Porto com boas espectativas para a nova époica, depois de representar o Uruguai na Copa América.

JOSE SENA GOUL\303\203O

Maxi Pereira juntou-se hoje ao plantel do FC Porto, depois de representar a seleção do Uruguai na Copa América. A esperança é a palavra de ordem para a nova época do futebol portista.

O lateral-direito referiu, em declarações ao Porto Canal, que regressou "com muita garra", reconhecendo que agora "a exigência é maior" e que o objetivo passa por "devolver ao clube tudo o que foi conquistado em anos anteriores".

"É muito bom estar de volta. Agora só quero trabalhar com muita garra e esperança para este ano. Já conheci os novos companheiros e senti que estão muito motivados, o que é muito importante. Regresso com muita vontade, quero chegar o mais rápido possível à minha melhor forma e vou trabalhar duro, pois essa será a base para um ano que também será duro. Tenho uma esperança muito grande", afirmou o jogador.

Para a nova época, Maxi Pereira admite a necessidade de ganhar e, consequentemente, de dar alegrias aos adeptos, depois do FC Porto ter terminado o último campeonato nacional em terceiro lugar.

"As expetativas são as de sempre. Temos de ganhar e sentimos que estamos em dívida para com os nossos adeptos pela época passada. A exigência é maior e temos de devolver ao clube tudo o que conquistou em anos anteriores", esclareceu o jogador.

O lateral-direito teceu ainda elogios a Nuno Espírito Santo, o novo treinador do FC Porto.

"A primeira impressão foi muito boa. Recebeu-me muito bem, falámos um pouco e com o tempo vamo-nos conhecendo melhor. É bom que seja um conhecedor da identidade deste clube, um clube ganhador, e isso é algo que também nos irá transmitir", disse o defesa do FC Porto.

Maxi Pereira terminou com uma mensagem para os adeptos, em que pede o seu apoio, tanto os momentos bons, com nos menos bons.

Com Lusa

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.