sicnot

Perfil

Desporto

Maxi Pereira regressa "com muita garra" ao FC Porto

O jogador uruguaio regressou hoje ao FC Porto com boas espectativas para a nova époica, depois de representar o Uruguai na Copa América.

JOSE SENA GOUL\303\203O

Maxi Pereira juntou-se hoje ao plantel do FC Porto, depois de representar a seleção do Uruguai na Copa América. A esperança é a palavra de ordem para a nova época do futebol portista.

O lateral-direito referiu, em declarações ao Porto Canal, que regressou "com muita garra", reconhecendo que agora "a exigência é maior" e que o objetivo passa por "devolver ao clube tudo o que foi conquistado em anos anteriores".

"É muito bom estar de volta. Agora só quero trabalhar com muita garra e esperança para este ano. Já conheci os novos companheiros e senti que estão muito motivados, o que é muito importante. Regresso com muita vontade, quero chegar o mais rápido possível à minha melhor forma e vou trabalhar duro, pois essa será a base para um ano que também será duro. Tenho uma esperança muito grande", afirmou o jogador.

Para a nova época, Maxi Pereira admite a necessidade de ganhar e, consequentemente, de dar alegrias aos adeptos, depois do FC Porto ter terminado o último campeonato nacional em terceiro lugar.

"As expetativas são as de sempre. Temos de ganhar e sentimos que estamos em dívida para com os nossos adeptos pela época passada. A exigência é maior e temos de devolver ao clube tudo o que conquistou em anos anteriores", esclareceu o jogador.

O lateral-direito teceu ainda elogios a Nuno Espírito Santo, o novo treinador do FC Porto.

"A primeira impressão foi muito boa. Recebeu-me muito bem, falámos um pouco e com o tempo vamo-nos conhecendo melhor. É bom que seja um conhecedor da identidade deste clube, um clube ganhador, e isso é algo que também nos irá transmitir", disse o defesa do FC Porto.

Maxi Pereira terminou com uma mensagem para os adeptos, em que pede o seu apoio, tanto os momentos bons, com nos menos bons.

Com Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.