sicnot

Perfil

Desporto

Ministro da Justiça nega probabilidade de terrorismo nos Jogos Olímpicos

O ministro da Justiça do Brasil, Alexandre de Moraes, afirmou hoje que não há probabilidade de ocorrência de um ato de terrorismo nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio2016.

© Ueslei Marcelino / Reuters

"Não temos probabilidade de algum evento terrorista. A possibilidade existe no mundo todo, mas não há a probabilidade", disse.

Moraes participou numa entrevista coletiva que reuniu os organizadores dos Jogos, 30 dias antes da abertura da competição, marcada para o dia 05 de agosto.

O governo brasileiro anunciou também que o Ministério da Justiça assumiu hoje a segurança patrimonial das 'arenas olímpicas', com a Força Nacional de Segurança Pública.

Todo o efetivo da Força Nacional, da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal estará em seus postos até ao dia 24 de julho, segundo Moraes.

Sobre o atraso no pagamento do salário dos policiais do Rio de Janeiro, que na última segunda-feira fizeram um protesto no aeroporto Internacional Tom Jobim para cobrar o pagamento dos salários e melhores condições de trabalho, o ministro da Justiça afirmou que parte dos vencimentos dos policiais militares devem ser pagos ainda nesta semana.

"Os recursos já foram liberados e já foram transferidos", declarou.

Na semana passada, o governo federal liberou 2,9 mil milhões de reais (790 milhões de euros) em crédito suplementar ao Estado do Rio de Janeiro, que enfrenta uma crise financeira desde o ano passado e tem atrasado o pagamento de servidores públicos e aposentados.

Lusa

  • País

    Caiu um helicóptero que estava a operar no combate aos incêndios em Cabril, no concelho de Castro Daire. As autoridades ainda não terão conseguido chegar ao local da queda. O piloto era o único ocupante do aparelho, que se incendiou logo após a queda.

    Em atualização

  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.

  • Um encontro português (e inesperado) em alto mar
    2:38