sicnot

Perfil

Desporto

Nani despede-se do Fenerbahçe e diz ter chegado a hora de "novo desafio"

O futebolista internacional português Nani, hoje oficializado como jogador do Valência para as próximas três temporadas, despediu-se da equipa turca do Fenerbahçe, afirmando ter chegado a hora de abraçar "um novo desafio".

MIGUEL A. LOPES

"Quero agradecer ao Fenerbahçe a oportunidade que me deu de jogar num clube tão grande e com adeptos tão apaixonados. Foi um bom ano, uma boa experiência, mas chegou a hora de abraçar um novo desafio", escreveu nas redes sociais o jogador português.

Nani, de 29 anos, habitual titular de Portugal no Euro2016, foi hoje formalmente anunciado como jogador do Valência para as próximas três temporadas.

"O Valência Club de Fútbol chegou a acordo com o futebolista internacional português Luís Carlos Almeida da Cunha 'Nani' para que seja jogador valencianista nas três próximas temporadas", informa o clube no seu sítio oficial na internet.

Depois de fazer toda a sua formação no Real Massamá e no Sporting, o extremo, à semelhança de Cristiano Ronaldo, foi contratado pelo Manchester United, em 2007/08, clube no qual se manteve até à chegada do holandês Louis van Gaal.

O técnico, que tinha levado a Holanda ao terceiro lugar no Mundial de 2014, não contou com o jogador, que acabou por ser emprestado ao Sporting, naquele que foi então um regresso de Nani a 'casa'.

Na temporada seguinte o Fenerbahçe, que contava então com o técnico Vítor Pereira, viu chegar Nani, que se juntou aos também internacionais portugueses Bruno Alves e Raul Meireles.

Lusa

  • Donaldtrumpi, a traça

    Mundo

    O investigador Vazrick Nazari decidiu dar o nome de Donald Trump a uma nova espécie de traça. O inseto foi descoberto na Califórnia e tem algo em comum com o Presidente dos Estados Unidos: uma pelagem loura muito parecida ao penteado de Trump.

  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.