sicnot

Perfil

Desporto

Presidente da SAD da União de Leiria libertado mas proibido de sair do país

O presidente da SAD União de Leiria, Alexander Tolstikov, e o seu assessor Sergiu Renita foram libertados, mas ficaram sujeitos a apresentações periódicas às autoridades, por decisão judicial, disse hoje à agência Lusa fonte ligada ao processo.

Alexander Tolstikov

Alexander Tolstikov

SIC

Segundo a mesma fonte, o empresário russo Alexander Tolstikov e o seu assessor Sergiu Renita ficaram ainda sujeitos a outras medidas de coação, designadamente proibição de se ausentarem para o estrangeiro e de contactarem outros arguidos no processo.

Outra fonte precisou à Lusa que os dois arguidos, em prisão preventiva desde 07 de maio deste ano, estão em liberdade desde sexta-feira passada, por decisão do juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) Carlos Alexandre.

A decisão do juiz Carlos Alexandre surgiu depois de o Ministério Público ter proposto a atenuação das medidas de coação impostas a estes dois arguidos, os únicos em prisão preventiva no âmbito da Operação "Matrioskas".

A investigação teve início em 2015 e está relacionada com a presumível prática dos crimes de branqueamento, fraude fiscal, falsificação de documentos e associação criminosa envolvendo cidadãos portugueses e estrangeiros, correlacionados com a atividade desportiva.

Lusa

  • Medidas de coação da Operação Matrioskas devem ser conhecidas amanhã
    0:40

    País

    Decorre hoje o segundo dia de inquérito no âmbito da Operação Matrioskas. Três elementos do União de Leiria são suspeitos de estarem envolvidos num alegado esquema de lavagem de dinheiro vindo de uma rede de máfia russa. Os interrogatórios começaram ontem no Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa, com Pedro Violante, o director financeiro do União de Leiria. A meio da tarde foi ouvido o moldado Sérgio Renita, assessor do presidente e principal acionista da SAD do Leiria, o russo Alexander Tolstikov, que só hoje é que começa a ser ouvido pelo juiz Carlos Alexandre. O advogado de defesa, Joaquim Malafaia, diz que as medidas de coação dos arguidos só deverão ser conhecidas amanhã.

  • Medidas de coação para três detidos na operação Matrioskas conhecidas hoje
    0:28

    País

    O caso envolve suspeitas de lavagem de dinheiro de uma rede mafiosa russa na União de Leiria. Esta manhã à chegada ao Tribunal Central de Instrução Criminal, o advogado do presidente da SAD da União de Leiria e do assessor confirmou que as medidas de coação devem mesmo ser conhecidas hoje. Joaquim Malafaia diz que o interrogatório correu bem e está confiante para ouvir a decisão do juiz Carlos Alexandre.

  • Diretor financeiro do União de Leiria suspenso de funções no âmbito da Operação Matrioskas
    2:01

    Desporto

    Foram conhecidas, este sábado, as medidas de coação da Operação Matrioskas. Este é o caso de suposta lavagem de dinheiro no União de Leiria. O russo, atual presidente da SAD, Alexander Tolstikov e um assessor deste ficaram sujeitos a prisão preventiva, mas com hipótese de brevemente passarem a prisão domiciliária. Quanto a Pedro Violante, Diretor financeiro do clube, ficou em liberdad, mas suspenso de funções.

  • Presidente da SAD do União de Leiria e o assessor em greve de fome desde sexta-feira

    País

    O antigo presidente da SAD do União de Leiria e o assessor estão em greve de fome desde sexta-feira, dia em que recusaram almoçar. A informação é confirmada pla Direcção-geral de Reinserção e Serviços Prisionais. O russo Alexander Tolstikov e o moldavo Sergiu Renita assinaram os impressos das declarações de greve de fome, em protesto contra o processo judicial do qual são alvos e contra o funcionamento da Justiça.

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01