sicnot

Perfil

Desporto

Belenenses recorreu da decisão do tribunal no caso Mateus

A SAD de futebol do Belenenses confirmou na quarta-feira a formalização do recurso da decisão judicial que absolveu o Gil Vicente no caso Mateus.

SIC

"O Belenenses recorreu hoje (sexta-feira) da recente decisão do Tribunal Administrativo de Circulo de Lisboa proferida no âmbito do chamado Caso Mateus", lê-se na página oficial da SAD azul, numa publicação colocada às 23:40 de quarta-feira, numa formalização do recurso da decisão judicial que absolveu o Gil Vicente no caso Mateus e que já tinha levado a Liga e a Federação a considerarem inevitável a subida dos minhotos à I Liga.

Em agosto de 2006, o Gil Vicente, depois de ter assegurado a permanência, foi despromovido administrativamente à Liga de Honra, atual II Liga, devido à utilização do internacional angolano Mateus, quando o futebolista estava impedido por ter atuado com estatuto de amador, na época imediatamente anterior, ao serviço do Lixa.

Na altura, a Comissão Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional sancionou o clube minhoto com a descida de divisão, após uma queixa do Belenenses, que o Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol ratificou, impedindo ainda os gilistas de participarem na Taça de Portugal, assim como nos campeonatos de juniores e iniciados.

O Gil Vicente recorreu destas decisões para os tribunais administrativos, alegando a nulidade das sanções aplicadas, algo que foi agora confirmado pela sentença do Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa, proferida a 25 de maio.

"A principal motivação do recurso - que consiste no exercício dum direito que a Constituição e a lei asseguram ao Belenenses - é a defesa da honra de antigos dirigentes do Belenenses, vilipendiada a pretexto deste caso. A decisão de interpor este recurso foi anunciada há várias semanas (ndr: 10 de junho), tendo sido tomada com a concordância unânime de diversos antigos presidentes do Conselho de Administração e da Mesa da Assembleia-Geral de Os Belenenses - Sociedade Desportiva de Futebol, SAD, que lidaram com o 'Caso Mateus' no exercício dos seus mandatos", remata o clube lisboeta.

Lusa

  • Governo quer reduzir gastos com papel na função pública
    1:08

    Economia

    O Governo proibiu a livre utilização das impressoras pelos funcionários públicos. O ministro das Finanças quer assim reduzir em 20% a despesa em consumo de papel e, ao mesmo tempo, minimizar a perigosidades dos resíduos produzidos com as impressoras, no Estado.