sicnot

Perfil

Desporto

Mercedes dispensa recurso de sanção a Rosberg no Grande Prémio da Grã-Bretanha

A Mercedes decidiu não recorrer da sanção aplicada a Nico Rosberg, piloto da escuderia alemã que no Grande Prémio da Grã-Bretanha foi penalizado em 10 segundos por violação das regras relativas às comunicações rádio em prova.

© Reuters Staff / Reuters

A penalização acarretou a despromoção do piloto alemão ao terceiro lugar na prova, tendo o holandês Max Verstappen (Red Bull) ascendido ao segundo posto.

A sanção implicou ainda a diminuição de quatro para apenas um ponto a vantagem de Rosberg, líder do Mundial de Fórmula 1, para o segundo classificado, o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), seu companheiro de equipa e que venceu o Grande Prémio da Grã-Bretanha.

A escuderia alemã tinha sinalizado inicialmente a sua intenção de recorrer do castigo, mas hoje afastou essa possibilidade.

Em causa está a conversa rádio que o piloto da Mercedes manteve com a sua equipa, numa altura em que enfrentou problemas na caixa de velocidades no final da prova.

Os comissários da prova concluíram que parte do aconselhamento dado pelos engenheiros da Mercedes viola os regulamentos (que especificam o que pode ou não ser objeto de aconselhamento por parte da equipa durante a corrida).

"Foi um problema muito crítico, pelo que me disseram apenas o que seria necessário fazer", explicou Rosberg, em conferência de imprensa.

A próxima prova do Mundial, o Grande Prémio da Hungria, disputa-se a 24 de julho.

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15