sicnot

Perfil

Desporto

Camisola do Mundial 1966 da Inglaterra sem comprador em leilão

A camisola mais simbólica do futebol inglês, a vestida por Geoff Hurst na final do Mundial 1966, com a qual o jogador marcou três golos, foi hoje a leilão, mas sem encontrar um comprador.

Sotheby's

Hurst foi decisivo no único título mundial da Inglaterra, ao marcar ainda nos 90 minutos (2-2) e depois mais dois golos no prolongamento, num jogo em que os ingleses venceram a Alemanha Ocidental (RFA), por 4-2.

A camisola vermelha, de mangas compridas, estava avaliada entre 300.000 (357.000) a 500.000 libras (595.000 euros), mas apesar de algumas licitações, as mesmas ficaram aquém do valor base estipulado pela leiloeira Sotheby's.

"A camisola é uma peça extremamente importante e valiosa na história do futebol e gerou um grande interesse antes do leilão", começou por dizer a empresa, justificando, porém, que infelizmente não atingiu o valor reservado.

Em 1966, Hurst não estava apontado à titularidade na equipa inglesa, mas uma lesão do avançado Jimmy Greaves deu-lhe o lugar na equipa.

Na final, depois de ter marcado no tempo regulamentar, marcaria mais dois no prolongamento, o primeiro dos quais, o 3-2, polémico, por permanecer a dúvida se a bola transpôs a linha de golo.

A camisola terá estado em leilão na Christie's em 2000, quando terá então sido vendida a um colecionador provado por 91.750 (109.000 euros).

Em 2008, terá sido adquirida pelo investidor Andrew Leslau, por uma soma não revelada, com o proprietário a considerar que a mesma valia um milhão de libras, referindo que se trata da "mais importante camisola da história do futebol inglês".

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.