sicnot

Perfil

Desporto

Podence mostra serviço na goleada sofrida pelo Sporting com Mónaco

O Sporting perdeu hoje por 4-1 no seu primeiro jogo da pré-época futebolística com o Mónaco, no qual merece destaque a exibição de Podence, o melhor em campo dos 'leões', e os desequilíbrios na organização defensiva.

© Rafael Marchante / Reuters

O jovem avançado da equipa B aproveitou bem a oportunidade para se mostrar a Jorge Jesus, não só por ter sido o autor do único golo dos 'leões', aos 21 minutos, mas também pelo que jogou e fez jogar os companheiros, a ponto de se ter destacado de forma notória pela positiva.

O jogo revelou que o Mónaco, de Leonardo Jardim e no qual Bernardo Silva entrou na segunda metade, já tem um ritmo de jogo superior, por ter iniciado a época mais cedo por força da participação na qualificação da Liga dos Campeões, tendo este sido o quinto jogo, depois de ter somado vitória sobre o Lugano, empates com Sion e Kriens e derrota com o Lucerna, todos eles adversário suíços.

Além das boas indicações dadas por Podence, o dado mais positivo no primeiro teste do Sporting, a equipa somou erros defensivos que provocaram sucessivos desequilíbrios na defesa, que deram origem a quatro golos e outras oportunidades de golo para o ataque monegasco.

Jorge Jesus optou por jogar em 4x2x3x1, com um meio-campo com Petrovic ao lado de Bryan Ruiz, deslocado para o corredor central, Gelson e Matheus sobre as alas e Podence nas costas de Hernán Barcos.

Se no plano ofensivo houve algumas boas combinações a destacar, com Hernán Barcos a jogar de costas para a baliza, como referência e apoio para as entradas de Podence e dos extremos, no plano defensivo Gelson, sobretudo, e Matheus, permitiram sucessivos situações de 2x1 ao ataque do Mónaco pelas alas, deixando os laterais em inferioridade numérica.

Foi assim que o Mónaco marcou os quatro golos, em jogadas pelos flancos, aos 12, 23, 66 e 82 minutos, por Germain, Falcão, duas vezes, e Guido Carrillo, respetivamente, e poderia ter marcado mais, com os centrais a tentarem dobrar os laterais e a abrirem buracos no coração da área onde a equipa monegasca finalizou por quatro vezes.

Lusa

  • Inglaterra estreia-se com vitória suada frente à Tunísia

    Mundial 2018 / Tunísia

    A seleção inglesa estreou-se no Mundial 2018 com um triunfo sobre a Tunísia por 2-1, com o golo da vitória a ser apontado já para lá do minuto 90. O jogo foi referente à 1.ª jornada do grupo G. Veja aqui os golos e os lances que marcaram o encontro.

  • O melhor golo do 5.º dia de Mundial

    Desporto

    Numa escolha feita pelos jornalistas de desporto e do site da SIC Notícias, mostramos-lhe o melhor golo deste quinto dia de Mundial. Foi apontado por Dries Mertens, na vitória da Bélgica sobre o Panamá por 3-0.

  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC