sicnot

Perfil

Desporto

Mourinho estreia-se no United com vitória por 2-0 sobre o Wigan Athletic

José Mourinho estreou-se hoje no comando técnico do Manchester United com uma vitória à frente ao Wigan Athletic, recém-promovido à I Liga inglesa de futebol, por 2-0.

© Reuters Staff / Reuters

Os dois golos foram marcados no início do segundo tempo por Will Keane e Andreas Pereira, numa vitória confortável a despeito de José Mourinho não poder contar com 14 jogadores que estiveram a representar os seus países, quer no Euro2016 quer na Copa América, e que ainda não estão à disposição do técnico português.

No entanto, não deixa de ser um arranque vitorioso de José Mourinho, cujo nome foi entoado pelos cerca de 5.500 adeptos dos 'red devils' presentes no estádio do Wigan durante o primeiro minuto da partida.

O primeiro golo do United resultou de uma oferta do guarda-redes do Wigan, Jussi Jääskeläinen, que deixou a bola ao alcance de Juan Mata, que cedeu a bola a Keane finalizar.

Dez minutos mais tarde, o United ampliou a vantagem com um golo que resultou claramente de uma jogada trabalhada por Mourinho na primeira semana de treinos, um livre cobrado por Juan Mata para a zona de penálti, onde surgiu Ander Herrera, cujo remate foi defendido pelo guarda-redes do Wigan, proporcionando a recarga vitoriosa do brasileiro Andreas Pereira.

De resto, foi um jogo típico de pré-época, com Mourinho a proceder a sete substituições ao intervalo e a terminar o jogo com um 'onze' totalmente diferente do que iniciou a partida.

De salientar que um dos reforços escolhidos por José Mourinho, o central da Costa do Marfim Bailly, proveniente do Villarreal, de Espanha, jogou mais tempo do que todos os outros, justamente 82 minutos.

Mourinho vai ter à sua disposição os 14 internacionais cedidos às respetivas seleções antes da partida de terça-feira para a China, onde os 'red devils' vão defrontar o Borússia Dortmund, em Xangai, e o Manchester City, em Pequim.

Alguns desses 14 internacionais, nomeadamente os ingleses Chris Smalling, Wayne Rooney e Marcus Rashford, já viajarão para a China, mas Mourinho já fez saber que não os irá utilizar nos dois jogos, enquanto o internacional sueco Zlatan Ibrahimovic irá permanecer em Manchester para cuidar da sua condição física.

Lusa

  • Celebridades protestam contra Donald Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os discursos de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa estiveram no Jornal da Noite da SIC, onde analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O Diretor de Informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida