sicnot

Perfil

Desporto

Mourinho estreia-se no United com vitória por 2-0 sobre o Wigan Athletic

José Mourinho estreou-se hoje no comando técnico do Manchester United com uma vitória à frente ao Wigan Athletic, recém-promovido à I Liga inglesa de futebol, por 2-0.

© Reuters Staff / Reuters

Os dois golos foram marcados no início do segundo tempo por Will Keane e Andreas Pereira, numa vitória confortável a despeito de José Mourinho não poder contar com 14 jogadores que estiveram a representar os seus países, quer no Euro2016 quer na Copa América, e que ainda não estão à disposição do técnico português.

No entanto, não deixa de ser um arranque vitorioso de José Mourinho, cujo nome foi entoado pelos cerca de 5.500 adeptos dos 'red devils' presentes no estádio do Wigan durante o primeiro minuto da partida.

O primeiro golo do United resultou de uma oferta do guarda-redes do Wigan, Jussi Jääskeläinen, que deixou a bola ao alcance de Juan Mata, que cedeu a bola a Keane finalizar.

Dez minutos mais tarde, o United ampliou a vantagem com um golo que resultou claramente de uma jogada trabalhada por Mourinho na primeira semana de treinos, um livre cobrado por Juan Mata para a zona de penálti, onde surgiu Ander Herrera, cujo remate foi defendido pelo guarda-redes do Wigan, proporcionando a recarga vitoriosa do brasileiro Andreas Pereira.

De resto, foi um jogo típico de pré-época, com Mourinho a proceder a sete substituições ao intervalo e a terminar o jogo com um 'onze' totalmente diferente do que iniciou a partida.

De salientar que um dos reforços escolhidos por José Mourinho, o central da Costa do Marfim Bailly, proveniente do Villarreal, de Espanha, jogou mais tempo do que todos os outros, justamente 82 minutos.

Mourinho vai ter à sua disposição os 14 internacionais cedidos às respetivas seleções antes da partida de terça-feira para a China, onde os 'red devils' vão defrontar o Borússia Dortmund, em Xangai, e o Manchester City, em Pequim.

Alguns desses 14 internacionais, nomeadamente os ingleses Chris Smalling, Wayne Rooney e Marcus Rashford, já viajarão para a China, mas Mourinho já fez saber que não os irá utilizar nos dois jogos, enquanto o internacional sueco Zlatan Ibrahimovic irá permanecer em Manchester para cuidar da sua condição física.

Lusa

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC