sicnot

Perfil

Desporto

Assaltante da casa de Mourinho condenado a quatro semanas de detenção

O autor do assalto à residência do treinador português de futebol José Mourinho em Londres foi condenado a quatro semanas de detenção, confirmou hoje a polícia inglesa.

Segundo a Polícia Metropolitana de Londres, trata-se de Gabor Roman, de 25 anos e sem residência certa, que foi levado a tribunal na quarta-feira, acusado de tentativa de assalto.

"Ele assumiu-se culpado e foi sentenciado a quatro semanas de prisão", refere o comunicado da polícia, que confirma uma notícia hoje avançada pelo jornal The Sun.

No passado dia 10 de julho, antes da final do Euro 2016, que a seleção portuguesa conquistou, o assaltante entrou na moradia e foi visto pela empregada, que gritou. Um segurança privado conseguiu deter o assaltante quando este tentava fugir.

Oito polícias deslocaram-se então para a casa e detiveram o indivíduo, sob o olhar do treinador português, fotografado à janela, com a mulher, Matilde.

O casal tinha assistido nessa tarde à final do torneio de ténis de Wimbledon e preparava-se para assistir pela televisão à final do Euro 2016 de futebol.

Lusa

  • Homem tenta assaltar casa de José Mourinho

    Desporto

    José Mourinho foi quase assaltado na sua casa em Londres, enquanto assistia à final do campeonato europeu de futebol. O treinador do Manchester United estava a ver televisão quando ouviu um grito da empregada. Os seguranças trataram rapidamente do assunto e entregaram o assaltante às autoridades.

  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.