sicnot

Perfil

Desporto

Assaltante da casa de Mourinho condenado a quatro semanas de detenção

O autor do assalto à residência do treinador português de futebol José Mourinho em Londres foi condenado a quatro semanas de detenção, confirmou hoje a polícia inglesa.

Segundo a Polícia Metropolitana de Londres, trata-se de Gabor Roman, de 25 anos e sem residência certa, que foi levado a tribunal na quarta-feira, acusado de tentativa de assalto.

"Ele assumiu-se culpado e foi sentenciado a quatro semanas de prisão", refere o comunicado da polícia, que confirma uma notícia hoje avançada pelo jornal The Sun.

No passado dia 10 de julho, antes da final do Euro 2016, que a seleção portuguesa conquistou, o assaltante entrou na moradia e foi visto pela empregada, que gritou. Um segurança privado conseguiu deter o assaltante quando este tentava fugir.

Oito polícias deslocaram-se então para a casa e detiveram o indivíduo, sob o olhar do treinador português, fotografado à janela, com a mulher, Matilde.

O casal tinha assistido nessa tarde à final do torneio de ténis de Wimbledon e preparava-se para assistir pela televisão à final do Euro 2016 de futebol.

Lusa

  • Homem tenta assaltar casa de José Mourinho

    Desporto

    José Mourinho foi quase assaltado na sua casa em Londres, enquanto assistia à final do campeonato europeu de futebol. O treinador do Manchester United estava a ver televisão quando ouviu um grito da empregada. Os seguranças trataram rapidamente do assunto e entregaram o assaltante às autoridades.

  • As mulheres na clandestinidade durante o Estado Novo
    7:32

    País

    Não se sabe quantas mulheres portuguesas viveram na clandestinidade durante o Estado Novo, mas estiveram sempre lado a lado com os homens que trabalhavam para o Partido Comunista na luta contra a ditadura. Aceitavam serem separadas dos filhos e mudarem de identidade várias vezes ao longo dos anos. A história de algumas destas mulheres estão agora reunidas num livro que acaba de ser lançado.