sicnot

Perfil

Desporto

Assaltante da casa de Mourinho condenado a quatro semanas de detenção

O autor do assalto à residência do treinador português de futebol José Mourinho em Londres foi condenado a quatro semanas de detenção, confirmou hoje a polícia inglesa.

Segundo a Polícia Metropolitana de Londres, trata-se de Gabor Roman, de 25 anos e sem residência certa, que foi levado a tribunal na quarta-feira, acusado de tentativa de assalto.

"Ele assumiu-se culpado e foi sentenciado a quatro semanas de prisão", refere o comunicado da polícia, que confirma uma notícia hoje avançada pelo jornal The Sun.

No passado dia 10 de julho, antes da final do Euro 2016, que a seleção portuguesa conquistou, o assaltante entrou na moradia e foi visto pela empregada, que gritou. Um segurança privado conseguiu deter o assaltante quando este tentava fugir.

Oito polícias deslocaram-se então para a casa e detiveram o indivíduo, sob o olhar do treinador português, fotografado à janela, com a mulher, Matilde.

O casal tinha assistido nessa tarde à final do torneio de ténis de Wimbledon e preparava-se para assistir pela televisão à final do Euro 2016 de futebol.

Lusa

  • Homem tenta assaltar casa de José Mourinho

    Desporto

    José Mourinho foi quase assaltado na sua casa em Londres, enquanto assistia à final do campeonato europeu de futebol. O treinador do Manchester United estava a ver televisão quando ouviu um grito da empregada. Os seguranças trataram rapidamente do assunto e entregaram o assaltante às autoridades.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".