sicnot

Perfil

Desporto

Agência Mundial Antidopagem pede à FIFA que investigue ministro do Desporto russo

A Agência Mundial Antidopagem (AMA) pediu à FIFA que investigue o papel de Vitaly Mutko, ministro do Desporto e presidente da federação de futebol da Rússia, no seu comité executivo, após novas revelações sobre doping no país.

Segundo um relatório divulgado na segunda-feira, Mutko, que também é presidente do comité organizador do Mundial2018, a disputar na Rússia, teve "participação ativa" no programa de dopagem com apoio estatal e dos serviços secretos.

O relatório indica que entre os 643 casos de doping encobertos pelas autoridades russas entre 2012 e 2015, figuram 11 de futebolistas.

Em comunicado, a AMA solicitou à FIFA que "estude as acusações relacionadas com o futebol e que investigue o papel de Vitaly Mutko", membro do seu comité executivo.

Os casos de doping no futebol divulgados no relatório são bastante inferiores aos verificados em modalidades como o atletismo (139) e o halterofilismo (117), mas tem a particularidade de terem sido verificados numa modalidade tutelada por Mutko, uma figura central em todos os escândalos de doping que têm afetado o país.

Segundo o relatório, elaborado pelo professor canadiano Richard McLaren, o programa "à prova de falhas" foi colocado em prática pelos responsáveis russos, inclusivamente durante os Jogos Olímpicos de Inverno Sochi2014.

Após a divulgação do relatório de McLaren, a AMA pediu a exclusão dos atletas russos de todas as competições internacionais, incluindo os Jogos Olímpicos Rio2016.

  • Portugal supera média da OCDE nos testes PISA em ciências e leitura

    País

    Pela primeira vez, Portugal conseguiu resultados "significativamente superiores" à média da OCDE nos testes PISA em ciências e leitura. É o Instituto de Avaliação Educativa que o garante, segundo os dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico hoje divulgados.

  • Quando se confunde o pedal do travão com o acelerador
    0:38

    Mundo

    Na China, chegam imagens de um acidente fora do normal. Um homem parou o carro e saiu para cumprimentar um amigo. Enquanto conversavam, a viatura começou a descair lentamente. O condutor correu de imediato para o carro. Com as mãos já no volante, tentou evitar o pior mas em vez de carregar no travão, carregou no acelerador.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.