sicnot

Perfil

Desporto

Responsáveis do futebol em Inglaterra pediram respeito aos jogadores

© Reuters Staff / Reuters

As entidades que promovem o futebol em Inglaterra pediram hoje aos futebolistas para que mostrem mais respeito pelos árbitros, no sentido de que sejam evitados comportamentos petulantes, insultos e gestos despropositados.

Num comunicado conjunto subscrito pela Premier League, Federação inglesa (FA) e Football League, face à crescente tendência dos jogadores perseguirem os árbitros, as entidades anunciaram que uniram forças na tentativa de acabar com o problema.

Os responsáveis pelo futebol em Inglaterra estão preocupados com as situações, cada vez mais comuns nos relvados, de jogadores e dirigentes rodearem os árbitros de forma ameaçadora, estabelecendo contacto físico e gritando insultos, que são um mau exemplo para os mais jovens.

Um dos incidentes que sustenta a necessidade de adoção de uma abordagem mais dura a este problema envolveu o avançado Jamie Vardy, do campeão Leicester, expulso pelo árbitro Jonathan Moss, em abril, após um pretenso mergulho no jogo com o West Ham.

Outro dos exemplos apontados pelos dirigentes ingleses como a evitar envolveu os incidentes e picardias entre jogadores no empate a 2-2 entre o Tottenham e o Chelsea, em maio, e que originou a aplicação de pesadas multas a ambos os clubes.

O Chelsea e o Tottenham foram multados em 375 mil libras (477 mil euros) e 225 mil libras (286 mil euros), respetivamente, dada a incapacidade revelada dos dois clubes londrinos em "controlarem os seus jogadores e restantes membros da equipa".

Ao longo da partida, que terminou com um empate 2-2, sucederam-se as entradas duríssimas e as agressões, com o árbitro Mark Clattenberg a mostrar por 12 vezes o cartão amarelo, nove a jogadores do Tottenham, que acabaram o jogo completamente de 'cabeça perdida' (o Tottenham necessitava de vencer para se manter na corrida ao título).


Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.