sicnot

Perfil

Desporto

Suárez acredita que Messi vai voltar à seleção e ganhar a Bola de Ouro

© Albert Gea / Reuters

O futebolista uruguaio do FC Barcelona Luis Suárez elogiou hoje o médio português André Gomes, contratado pelos catalães, assumindo-se ainda convicto de que Leo Messi vai voltar a jogar pela seleção argentina e vencer a Bola de Ouro.

"É um dos jogadores que mais desequilibrava na liga, pela sua capacidade física e pela capacidade de remate com os dois pés. É uma contratação que vai trazer muito à equipa, estou muito feliz por termos um jogador como ele", afirmou Suárez, sobre o médio luso, de 22 anos, que alinhava no Valência.

Ainda durante a conferência de imprensa, de antevisão à sua terceira temporada no FC Barcelona, Suárez disse estar convencido de que Messi "vai reconsiderar e voltar" à seleção argentina, mesmo depois de ter anunciado o seu abandono na sequência da eliminação da última Copa América.

"Não imagino uma seleção argentina sem Messi, nem espero que seja assim. Ficaria encantado por continuar a ver o Leo com a seleção. Da forma como ama a Argentina, sempre escolheu a Argentina, quando podia jogar por Espanha, e esse amor é indiscutível. Creio que vai reconsiderar e voltar", referiu.

Suárez rejeitou ainda que a condenação ao astro argentino de 21 meses de prisão, por fraude fiscal de 4,1 milhões de euros, tenha repercussões dentro do terreno de jogo, expressando a sua crença na reconquista da Bola de Ouro por Messi.

"O Ronaldo ganhou a Liga dos Campeões e o Europeu, mas para mim não há discussão alguma de quem é o melhor jogador do mundo, sem dúvidas. O Messi marca a diferença em todos os jogos. Não ganhou com a Argentina, mas com o FC Barcelona ganhou tudo, exceto a Liga dos Campeões, são esses os seus números", frisou.

Lusa

  • André Gomes no Barcelona

    Desporto

    O FC Barcelona, campeão espanhol de futebol, anunciou ter acertado a contratação do médio internacional português André Gomes para as próximas cinco temporadas.

  • O adeus de Messi à seleção argentina
    0:25

    Desporto

    Depois da derrota nas grandes penalidades frente ao Chile, na final da Copa América, Lionel Messi disse que não vai voltar a jogar pela seleção argentina. O jogador do Barcelona, que falhou o primeiro penalti dos argentinos, afirmou que deixará a seleção "para o bem de todos".

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.