sicnot

Perfil

Desporto

David Moyes substitui Sam Allardyce no comando técnico do Sunderland

© Reuters Staff / Reuters

O Sunderland anunciou hoje a contratação do treinador escocês de futebol David Moyes, sucedendo no cargo Sam Allardyce, que vai assumir o comando da seleção inglesa.

O técnico, de 53 anos, assinou um contrato válido por quatro anos e foi, segundo o presidente do clube, "a primeira escolha" para substituir Allardyce.

"O facto de termos optado por um contrato de quatro anos é uma demonstração clara do que queremos e esperamos dele. O nosso objetivo é tornar a equipa mais forte e mais estável, alguém com a experiência de David Moyes dá-nos essa possibilidade", afirmou Ellis Short, em declarações ao sítio do clube.

David Moyes, que em novembro passado deixou o comando técnico da Real Sociedad devido aos maus resultados, garantiu estar "encantado por poder voltar a treinar na liga inglesa".

Moyes estreou-se como treinador no Preston North End, clube no qual terminou a carreira como futebolista, tendo depois orientado o Everton, durante 12 temporadas.

Em maio de 2013, assinou um contrato de seis anos com o Manchester United, no qual substituiu o 'veterano' Alex Ferguson. Cerca de 10 meses depois, os maus resultados acabariam por diatar a sua saída dos 'red devils', que este ano vão ser orientados pelo português José Mourinho.

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15