sicnot

Perfil

Desporto

Hamilton vence GP da Hungria e assume liderança do Mundial de Fórmula 1

© Laszlo Balogh / Reuters

O piloto britânico Lewis Hamilton (Mercedes), bicampeão do mundo de Fórmula 1 em exercício, venceu hoje o Grande Prémio da Hungria, 11.ª prova do Mundial, assumindo a liderança do campeonato de 2016 da categoria rainha do desporto automóvel.

Hamilton, que estabeleceu um novo recorde de triunfos no circuito de Hungaroring, ao impor-se pela quinta vez, completou as 70 voltas da corrida em 1:40.30,115 horas (média de 183,059 km/h), batendo por 1,977 segundos o alemão Nico Rosberg e desalojando o colega de equipa do comando do Mundial de pilotos.

O britânico, que já conquistou três títulos na disciplina rainha do desporto automóvel (2008, 2014 e 2015), passou a deter seis pontos de vantagem sobre Rosberg, detentor da 'pole position' na Hungria, após uma corrida em que o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) foi terceiro classificado, a 27,539 segundos de Hamilton.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.