sicnot

Perfil

Desporto

Lesão afasta Roger Federer dos Jogos Olímpicos

​O tenista suíço Roger Federer, terceiro do ranking mundial e vice-campeão em Londres2012, anunciou que não vai aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro por estar lesionado num joelho, falhando também todo o resto da época.

© POOL New / Reuters

"Estou extremamente dececionado por anunciar que não poderei representar a Suíça nos Jogos Olímpicos do Rio e que vou também falhar o resto da época", escreveu no Facebook o tenista, campeão olímpico de pares em Pequim2008, com Stan Wawrinka.

Detentor de um grande palmarés, com 17 títulos do Grand Slam, Federer continuava a perseguir um título olímpico individual, um dos poucos marcos que lhe falta no currículo.

Quase com 35 anos, que fará a 08 de agosto, falhou o objetivo olímpico há quatro anos, em Londres2012, perdendo a final na relva de Wimbledon ante o escocês Andy Murray.

Os médicos aconselharam Federer a parar um pouco e descansar o joelho para "poder continuar a jogar vários anos sem lesões", explica o jogador, que afasta por completo um quadro de retirada desportiva.

Pela primeira vez desde 2001, Federer vai fechar o ano sem qualquer troféu ATP. No total, soma já 88 vitórias em torneios.

"Estou motivado como nunca e tenho a intenção de colocar toda a minha energia num regresso em força e de boa saúde", diz o jogador, que espera regressar em 2017 na Taça Hopman, a competição mista em que joga com Belinda Belic.

Lusa

  • Eis os novos heróis de Vila de Aves
    3:03
  • Desportivo das Aves fora da Liga Europa

    Desporto

    O Desportivo das Aves não vai à Liga Europa e o Sporting terá entrada direta na fase de grupos. Apesar da conquista da Taça de Portugal, a equipa avense não se licenciou em tempo útil para poder participar na prova da UEFA, apurou a SIC.

  • E agora, Sporting? Semana de decisões e incertezas
    2:53
  • "Para primeiro dia de pesca da sardinha, não foi mau"
    2:19
  • "Desfiliei-me do PS mas continuo socialista"
    1:29

    País

    José Sócrates garantiu este domingo que não atacará o PS e que continua a ser socialista. O antigo primeiro-ministro participou num almoço de apoio, em Lisboa, com cerca de 100 pessoas, a maioria anónimos.