sicnot

Perfil

Desporto

Simeone diz que Tiago "está bem" e só precisa "somar minutos"

© Susana Vera / Reuters

O treinador Diego Simeone disse hoje que o futebolista português Tiago "está bem", após ausência prolongada por lesão, e que agora só precisa de "somar minutos" para recuperar a sua influência no Atlético de Madrid.

"O Tiago está bem. Fez uma boa pré-temporada em Los Angeles e está a crescer no jogo", disse o técnico argentino, após o triunfo por 1-0 sobre o Tottenham, em Melbourne, Austrália, no qual o português foi titular e jogou uma hora.

Simeone lembrou que "técnica e taticamente, Tiago tem sempre um jogo extraordinário".

"Precisamos que continue a somar minutos, completando jogos, e isso vai fazer-nos sentir bem e, sobretudo, a ele, que vem precisando", completou, falando do médio de 35 anos, que alinha pelos colchoneros desde 2010.

O técnico também elogiou o antigo guarda-redes do Benfica Oblak, recordando que "é um dos melhores do Mundo e começou a época em grande nível, na linha do que tem feito desde que chegou ao clube".


Lusa

  • Bernardo Silva no City? O que Pep Guardiola disse ao português na Champions
    0:34
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28
  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57