sicnot

Perfil

Desporto

Rui Vinhas é o novo camisola amarela da Volta a Portugal

O australiano William Clarke (Drapac) venceu a terceira etapa da Volta a Portugal em bicicleta, em Macedo de Cavaleiros, enquanto o português Rui Vinhas (W52-FC Porto) é o novo líder, destronando Daniel Mestre (Efapel).

Clarke bateu o italiano Marco Frapporti (Androni Giocattoli), seu companheiro de fuga, e completou 158,9 quilómetros da tirada iniciada em Montalegre em 3:49.50 horas, 54 segundos antes de um sexteto em que vinha integrado Rui Vinhas, oitavo a terminar e novo camisola amarela. O grupo dos favoritos, no qual seguia Daniel Mestre, chegou passados 4.45 minutos.

Rui Vinhas passou a comandar a 78.ª edição da Volta a Portugal com 3.13 minutos de vantagem sobre Daniel Mestre, segundo classificado, e com 3.14 em relação a José Gonçalves (Caja Rural), terceiro.

No domingo, a quarta etapa, com 191,9 quilómetros, vai ligar Bragança ao alto da Senhora da Graça, em Mondim de Basto, num final coincidente com contagem de montanha de primeira categoria.

Lusa

  • Isto não é não jornalismo. Por Ricardo Costa

    Opinião

    Uma das decisões mais banais e corriqueiras do jornalismo assenta nas escolhas que se fazem no dia a dia. Que temas se abordam, que destaque se dá a este ou aquele assunto, que ângulos de abordagem se usam. São opções condicionadas por uma série de fatores - que vão do interesse e da novidade até questões tão básicas como o haver ou não jornalistas com tempo, meios e conhecimentos para o fazerem -, que estão e estarão na base de qualquer dia de trabalho numa redação.

    Ricardo Costa

  • Marcelo não vai enviar recados ao Governo no discurso do 25 de Abril
    0:22

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa garante que não vai aproveitar o discurso do 25 de Abril para enviar recados ao Governo ou aos atores políticos. Em declarações à SIC, à margem da iniciativa "Escritores no Palácio de Belém", o Presidente da República explicou o que não vai dizer na intervenção de amanhã, na Assembleia da República.

  • Bruxelas multa Altice em 125 M€ devido à compra da PT

    Economia

    Os Serviços da Concorrência da Comissão Europeia decidiram multar a Altice em 125 milhões de euros no âmbito da compra da PT Portugal. Bruxelas avançou com a multa à Altice por ter começado a gerir a PT antes do negócio ter sido aprovado pela Comissão Europeia.

  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.