sicnot

Perfil

Desporto

Sílvio rescinde com o Atlético Madrid e ruma ao Wolverhampton

O futebolista português Sílvio, nas últimas três épocas emprestado pelo Atlético de Madrid ao Benfica, anunciou que está de saída para os ingleses do Wolverhampton.

"Wolverhampton FC vai ser a minha nova casa! Acabo de rescindir contrato com o Atlético de Madrid e decidi agarrar esta oportunidade e este novo projeto neste grande clube", refere o lateral-direito na sua conta na rede social Instagram.

Sílvio, de 28 anos, foi campeão pelo Benfica nas últimas três épocas, clube ao qual esteve por empréstimo dos 'colchoneros', mas que já tinha sido a sua primeira 'casa', desde os escalões mais jovens até aos juniores.

"Queria agradecer muito ao Sport Lisboa e Benfica e seus adeptos pelos três anos maravilhosos que passei em Lisboa! É certo que devido a algumas lesões graves o meu rendimento não foi o esperado, mas espero ter mostrado profissionalismo dentro e fora de campo", acrescentou.

O jogador disse ainda que o clube da Luz terá sempre nele "mais um adepto".

Na mensagem, Sílvio agradece também ao Atlético Madrid, pelo tratamento que sempre lhe deu e por lhe facilitar a vida "nestes momentos de decisão".

No Wolverhampton, equipa do 'Championship', segunda liga inglesa, Sílvio vai encontrar o português Hélder Costa, que na última época esteve no Mónaco e chega a Inglaterra cedido pelo Benfica, enquanto Pelé, jogador que era dado como certo nos 'wolves', terá deixado de ser opção, devido a uma lesão.

Lusa

  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.