sicnot

Perfil

Desporto

Génova oficializa regresso do futebolista Miguel Veloso

Os italianos do Génova oficializaram este domingo o regresso do futebolista internacional português Miguel Veloso ao clube, no qual esteve nas épocas de 2010/11 e 2011/12.

"O Génova Cricket e Football Club comunica ter adquirido os direitos desportivos do médio português Miguel Veloso", refere hoje o clube da Série A italiana de futebol na sua página oficial na internet.

Num comunicado em que historia a carreira do médio, o Génova lembra que Miguel Veloso se destacou no Sporting e que já depois de passar por Itália se transferiu para os ucranianos do Dínamo de Kiev, pelos quais venceu dois campeonatos e duas taças.

O percurso na seleção portuguesa também não é esquecido, com os italianos a assinalarem a participação do médio no Mundial2010 da África do Sul e no Europeu de 2012.

Em Kiev, o jogador, que começou nos iniciados do Benfica, esteve quatro temporadas, o período mais longo da sua carreira a seguir ao Sporting, pelo qual fez quase toda a formação, além de quase cinco épocas como sénior.

Lusa

  • Miguel Veloso poderá estar a caminho do Mónaco

    Desporto

    Miguel Veloso poderá estar a caminho do Mónaco, a equipa orientada por Leonardo Jardim. O clube revelou no Twitter uma imagem do jogador, ainda que desfocada. O médio português, de 30 anos, está no Dínamo de Kiev há quatro épocas.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.