sicnot

Perfil

Desporto

Kris Meeke vence Rali da Finlândia

© Lehtikuva Lehtikuva / Reuters

Kris Meeke (Citroën DS3) tornou-se hoje o primeiro britânico a vencer o Rali da Finlândia e conquistou a terceira vitória da sua carreira no campeonato do mundo, dois meses após o triunfo em Portugal.

Com participação irregular neste Mundial, uma vez que a Citroen está a preparar o novo carro para 2017, Meeke esteve apenas em quatro das oito provas disputadas, mas esta é já a época mais produtiva da sua carreira no WRC, depois de ter estreado o palmarés com um triunfo na Argentina em 2015.

Líder desde a segunda especial, Meeke concluiu o rali com uma vantagem de 29,1 segundos sobre o favorito local, Jari-Matti Latvala (Volkswagen Polo R), três vezes vencedor na Finlândia, enquanto o irlandês Craig Breen (Citroën DS3) foi terceiro, a mais de minuto e meio, chegando ao pódio pela primeira vez.

"É de loucos. A Finlândia é a terra do rali e Ouninpohja é o 'cálice sagrado' das especiais. Ganhá-lo como nós ganhámos é incrível. Desfrutei como uma criança, brincando e divertindo-me", afirmou Meeke à saída do carro. O norte-irlandês, de 37 anos, foi o mais rápido em oito das 24 especiais da prova, incluindo as duas passagens no emblemático troço.

Vítima de uma saída de estrada na décima classificativa, o francês Sébastien Ogier, campeão do mundo em título, cedo ficou arredado da luta pela vitória, mas conservou a liderança do Mundial com uma confortável vantagem sobre o mais direto perseguidor, norueguês Andreas Mikkelsen, que terminou em sétimo.

Os dois pilotos da Volkswagen estão separados por 45 pontos (143 contra 98), enquanto Latvala ocupa a terceira posição, com 87. O belga Thierry Neuville (Hyundai i20), quarto classificado do rali, arrecadou os três pontos da 'power stage' e segue na quarta posição do Mundial, com 84.

Lusa

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, ainda durante o mês de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano, vão ser contratados novos assistentes de bordo. Ainda assim, o sindicato diz que não chega.

  • "Facilitámos muito no lance do 5-1 e não pode ser"
    1:09

    Desporto

    No final do jogo, o treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, admitiu o domínio completo do Sporting durante todo o encontro. Já Jorge Jesus deixou elogios a Daniel Podence, que foi aposta para este jogo. O treinador do Sporting ficou satisfeito com a exibição mas não gostou de sofrer o golo de honra da equipa flaviense.