sicnot

Perfil

Desporto

Rui Vinhas mantém camisola amarela na Volta a Portugal

O espanhol Gustavo Veloso (W52-FC Porto) venceu isolado a quarta etapa da Volta a Portugal em bicicleta, impondo-se no alto da Senhora da Graça, enquanto o seu colega Rui Vinhas conservou a liderança.

Vencedor das duas edições anteriores da Volta, Gustavo Veloso cumpriu os 191,9 quilómetros entre Bragança e Mondim de Basto em 5.12.24 horas, cruzando a meta no topo do Monte Farinha - contagem de montanha de primeira categoria - com 05 segundos de avanço sobre Daniel Silva (Radio Popular-Boavista), segundo, e 12 em relação a Joni Brandão (Efapel), terceiro.

O português Rui Vinhas chegou na quinta posição, a 35 segundos, logo atrás do seu colega espanhol Raúl Alarcón, e segurou a camisola amarela, agora com 2.48 minutos de vantagem sobre Gustavo Veloso, que subiu ao segundo posto, enquanto Joni Brandão completa o pódio, a 3.04.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.